ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SEGUNDA  04    CAMPO GRANDE 24º

Comportamento

Dani coleciona flyers em agenda que provam que a cidade já foi animada

Sem dinheiro para pagar ingresso, ela e as amigas faziam panfletagem para ganharem cortesias

Thailla Torres | 08/07/2021 09:19
Uma das festas que marcou a vida das amigas. (Foto: Arquivo Pessoal)
Uma das festas que marcou a vida das amigas. (Foto: Arquivo Pessoal)

Aos 30 anos, a médica veterinária Daniele Salomão Mascarenhas guarda em casa uma relíquia que prova que Campo Grande já foi uma cidade do agito, pelo menos até 2010, aproximadamente. Em uma agenda, ela coleciona todos os panfletos de eventos que eram realizados pela cidade.

Afim de fazer amigos voltarem no tempo e recordarem os perrengues, ela compartilha sua agenda na série #TBT de hoje.

O caderno, na verdade, pertencia a uma amiga de Daniele, Gizele Marques, que hoje mora na Irlanda. Quando ela foi embora de Campo Grande, deixou alguns de seus pertences na casa da amiga. “Ela veio depois de um período para organizar algumas coisas e me disse que jogaria fora a agenda. Na hora eu não deixei, pois achei uma relíquia, uma vez que ela foi a que mais preservou os panfletos”, conta a médica.

Daniele guarda a agenda como relíquia. (Foto: Arquivo Pessoal)
Daniele guarda a agenda como relíquia. (Foto: Arquivo Pessoal)

Entre os anos 2006 e 2010, ela e as amigas eram muito festeiras, conta. “A gente não tinha dinheiro para entrar nas festas. Como conhecíamos algumas pessoas que promoviam os eventos, a gente fazia panfletagem para ganhar cortesias”.

A estratégia fez Daniele e as amigas entrarem em muita festa que era conhecida pela galera mais jovem. Lançamentos de DVDs, festas universitárias, o famoso Pagode do Bêbado, Sensations, Intranse, Fantasy e diversos shows que eram realizados no extinto Vinte e Um, Barcelona e Tozen.

“Então eu decidi deixar a agenda como herança, é uma forma da gente recordar as alegrias e os perrengues vividos em cada festa. Quando eu olho para cada panfleto, é muita nostalgia”.

Além da luta para participar dos eventos, Daniele lembra da saga que era correr atrás de fotógrafos nos eventos para garantir um clique para o blog ou rede social no dia seguinte. “Muitos desses fotógrafos viraram amigos”, conta.

Hoje, aos 30 anos e mãe de dois filhos, Daniele pensa que tudo ficou na saudade, mas já se preocupa com o futuro dos filhos. “Será que meus filhos vão passar tudo isso?” questiona bem-humorada. “Mas agora o mais gostoso é relembrar”.

Confira abaixo a galeria de fotos com todos os panfletos.

Tem um #TBT bacana? Mande sua foto para fazer parte da série e vamos contar sua história. Você pode enviar sua sugestão no Facebook, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias