A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

28/12/2016 09:08

Em "puja para Ganesha", quem pratica yoga pede um ano de 2017 próspero e sábio

Naiane Mesquita
Grupo encerrou a puja com dança e celebração  (Foto: Naiane Mesquita)Grupo encerrou a puja com dança e celebração (Foto: Naiane Mesquita)

De pés no chão, tocando as pétalas de rosas caídas pelo caminho, todo pensamento deve ser deixado para trás. Assim como 2017, um novo ciclo começa a surgir. É hora de aliviar o coração, encontrar a paz e reverenciar Ganesha. O Deus hindu da sabedoria e destruidor de obstáculos tem uma das imagens mais conhecidas pelo ocidente. O rosto metade elefante lembra um animal paciente, ancestral e que tem muito a nos ensinar.

Para percorrer o caminho era preciso mentalizar os bons desejos para 2017  (Foto: Naiane Mesquita)Para percorrer o caminho era preciso mentalizar os bons desejos para 2017 (Foto: Naiane Mesquita)

No espaço Yoga Luz foi realizado na noite de ontem, um puja a Ganesha. O termo nada mais é que uma adoração, uma reverência a Deus. Para quem segue a filosofia do yoga é um momento de reflexão, agradecimento e cultivo a bons pensamentos.

Quem entra na estrada de formada por velas está transmitindo ao universo toda a sua gratidão. “Para mim, quando eu organizo significa uma forma de reverenciar tudo que o yoga significa para mim. Toda a paz, a serenidade, então cada detalhe que eu coloco tem uma intenção de amor, carinho e cuidado com quem vem, é muito gostoso, muito maravilhoso. O puja é uma celebração dentro do yoga”, afirma Suzi Luz, 52 anos, anfitriã e professora.

Uma consagração dentro do yoga, o puja tem inspiração no hinduísmo, religião no qual a prática surgiu.

“O Yoga não é uma religião, mas a raiz da prática está no hinduísmo. O puja é uma forma de celebrar tudo que você recebe quando você pratica o yoga, puja é uma forma de você agradecer todas as bênçãos que você recebe”, explica Suzi.

Altar montado para Ganesha, o Deus da prosperidade  (Foto: Naiane Mesquita)Altar montado para Ganesha, o Deus da prosperidade (Foto: Naiane Mesquita)
Com rosas, água leva os velhos pensamentos e prepara um novo ciclo (Foto: Naiane Mesquita)Com rosas, água leva os velhos pensamentos e prepara um novo ciclo (Foto: Naiane Mesquita)

A professora realiza a cerimônia no estúdio todo final de ano. No centro do altar está imagem de Ganesha, o Deus da prosperidade, que remove obstáculos, é alegre e busca a sabedoria. Ao lado flores, frutos e uma bacia com água e pétalas de rosas. Após emanar o mantra Om e Om Gam Ganapataye namaha, os participantes foram convidados a agradecer o momento e se banhar com a água.

Para quem pratica o yoga e descobriu ao longo de todos esses meses do ano a transformação interior, o momento é de serenidade absoluta.

“É um momento de captar toda a energia que você quer para o novo ano, de deixar para trás o que não quer e captar aquilo que você quer, focar, que aquele seu ano seguinte, vai ser prosperidade, amor, saúde”, explica Fabrícia Luz.

Suzi descobriu o yoga nos anos 90 e abre as portas da casa para celebrar Ganesha  (Foto: Naiane Mesquita)Suzi descobriu o yoga nos anos 90 e abre as portas da casa para celebrar Ganesha (Foto: Naiane Mesquita)

Após molhar o rosto na água com pétalas de rosas, cada pessoa deve repartir uma fruta. Na hora de entregar as partes, junto vai o desejo para o novo ano. Há quem escolheu paz, saúde, prosperidade, compaixão e, por fim, o amor genuíno.

Em cada momento, a reflexão interior é necessária. Como um passo importante na transição do ciclo. Os silêncios podem ser longos, mas no final há dança ao som de música indiana. Com os pés descalços e desprovidos de ego, a história está pronta para ser escrita nos próximos 365 dias.

Que Ganesha proporcione um ano de 2017 próspero para todos nós  (Foto: Naiane Mesquita)Que Ganesha proporcione um ano de 2017 próspero para todos nós (Foto: Naiane Mesquita)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.