ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 29º

Comportamento

Empresário conta as horas para volta da pesca e dá dicas a iniciantes

Ponto conhecido como “Touro Morto” é o preferido para captura de pacu

Por Kamila Alcântara | 27/02/2024 13:51
Alfredo sorri enquanto exibe um peixe que capturou (Foto: arquivo pessoal)
Alfredo sorri enquanto exibe um peixe que capturou (Foto: arquivo pessoal)

Na próxima sexta-feira (1), a Piracema termina e quem pratica a pesca esportiva já pode encarar os rios sul mato-grossenses e aproveitar a temporada. Com 30 pescarias no currículo, apenas no último ano, o empresário Alfredo Ferreira, de 58 anos, já está contando as horas para voltar à atividade preferida e compartilha dicas a quem primeira vez.

Alfredo é pescador esportivo, do tipo pegue e solte, modalidade que aquece o mercado de acessórios e hospedagem. Há 10 anos o Rio Aquidauana é o preferido, tanto que o investimento com equipamentos, diárias e barqueiro foi superior a R$ 30 mil em 2023, contabiliza.

Para ele, a diversão é do tipo profissional:  “Acho que o primeiro passo é a pessoa escolher uma equipe qualificada para acompanhar a pescaria. Eu procuro sempre os melhores da região, que sabem qual isca os peixes estão comendo, indicam o melhor lugar e têm barcos que prezam o nosso conforto. Eu estou na mesma equipe há cinco anos”, esclarece o pescador.

Um dos preferidos da pesca que Alfredo exibe com orgulho (Foto: arquivo pessoal)
Um dos preferidos da pesca que Alfredo exibe com orgulho (Foto: arquivo pessoal)

Na vida de Alfredo, a pescaria já é algo essencial e indispensável. “A natureza tira o estresse, me faz muito bem,. Além do prazer de pegar o peixe, tem a alegria de soltar em segurança. Amo estar na beira do rio, pescar com tranquilidade. Estou contando os dias para voltar”, compartilha emocionado.

Mas Alfredo diz que é possível começar com calma, investindo pouco. “Dá para investir em uma vara e carretilha não muito caras, mas com certeza a pessoa vai se apaixonar e investir pesado. É maravilhoso e acho que todos devem experimentar”, concluiu.

Ele indica parada no Touro Morto, no Rio Aquidauana, que encontra o Miranda com o “Carrapatinho”. Por lá, o pacu é rei.

Pintados em dose dupla, trófeu de pescaria de Alfredo. (Foto: Arquivo pessoal)
Pintados em dose dupla, trófeu de pescaria de Alfredo. (Foto: Arquivo pessoal)

Fim da Piracema - É bom também entender o que pode, em relação à medidas, por exemplo e espécies. Dourado, por exemplo, não pode pescar por mais um ano. Com o fim do período de defeso, as fiscalizações do BPMA (Batalhão da Polícia Militar Ambiental) nos rios se intensificam, na operação "Abertura Temporada de Pesca 2024", nos rios da Bacia do Paraguai na próxima quinta-feira (29).

É importante destacar que é proibido o uso de linha de mão e caniços. Entre os petrechos proibidos estão o arpão, flecha, covo, espinhel ou tarrafão, gancho ou garateia, além de qualquer outro aparelho fixo, do tipo elétrico, sonoro ou luminoso.

Como reportado pelo Campo Grande News, para sanar todas as dúvidas, desde 2021 o Imasul e a PMA (Polícia Militar Ambiental) disponibilizam uma cartilha digital, que pode ser acessada clicando aqui. Para se aventurar na pesca esportiva, é preciso ter a Licença de Pesca, adquirida em outro portal do Imasul (clique aqui) ou pelo aplicativo MS Digital, disponível para celulares Android e iOS.

Assim como nos anos anteriores, a  PMA (Polícia Militar Ambiental) estará com todo efetivo em operações nos principais pontos de pesca do Estado para garantir que as regras de retorno da pesca sejam respeitadas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias