A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

06/04/2018 12:32

Escola Municipal resolve levar alunos para filme de Edir Macedo e abre polêmica

De acordo com direção da escola, os ingressos foram doados, mas tem mãe que não gostou de educação misturada com religião

Thaís Pimenta
Fachada da Escola Municipal Professor Luis Antonio de Sá Carvalho. (Foto: Thaís Pimenta)Fachada da Escola Municipal Professor Luis Antonio de Sá Carvalho. (Foto: Thaís Pimenta)

Ao buscar o filho na Escola Municipal Professor Luís  Antônio de Sá Carvalho, uma mãe recebeu a notícia que parecia positiva a princípio, mas que no fim não agradou nem um pouco. Animado, o menino contou que quatro turmas iriam para uma sessão de cinema. A mãe gostou da iniciativa, até descobrir qual seria o filme e o caso abriu mais uma vez a discussão sobre o estado laico, que deve separar educação pública de religião. 

Ao ver o pedido de autorização por escrito, antes da assinatura da responsável a mãe descobriu que o filme programado para as crianças assistirem era o “Nada a Perder”, que conta a história de Edir Macedo e lhe apresenta como um mártir da Igreja Universal do Reino de Deus, e em nada contesta a vida de um dos homens mais polêmicos no cenário religioso nacional.

O longa estreou essa semana com 2,2 milhões de ingressos vendidos, mas com as salas de cinema vazias.

“A escola, que é pública, tem os ingressos e um ônibus a disposição dos estudantes para esse fim. Como vou explicar pra ele que eu não gosto nem um pouco da ideia de dar Ibope a essa criatura? Como vou impedi-lo de sair curtir com os amigos da escola?”, diz ela em um post em sua página pessoal do Facebook.

De outras mães, ela ganhou apoio nas redes sociais. "Pergunta pra escola quando vai ser a sessão de algum filme sobre o Chico Xavier", ironizou uma delas. "É a tal da escola sem partido agindo", postou um pai.

A mãe não autorizou o filho a ir e ligou para o colégio em busca de um posicionamento da diretora. “Falei que não concordava com aquilo, que eu não sou obrigada a deixar meu filho ir. Lógico que eu sei que não sou obrigada, mas o menino vê os amigos indo e quer ir também porque pra ele é só mais uma curtição no shopping”, postou.

Cena do filme Nada a Perder.  (Foto: Divulgação)Cena do filme "Nada a Perder". (Foto: Divulgação)

Ainda de acordo com a mãe, a direção explicou que o colégio ganhou esses ingressos da Força Jovem da Igreja Universal.

A equipe do Lado B tentou ouvir o posicionamento da escola, porém a diretoria do colégio disse que só fala por meio da autorização da Semed (Secretaria Municipal de Educação). Já a secretária não respondeu ao questionamento sobre o filme escolhido, disse apenas que “a direção da escola encaminhou às famílias dos alunos, bilhetes solicitando autorização para o passeio. As famílias têm a liberdade de autorizar ou não que o filho participe do passeio. Os pais também poderão acompanhar os filhos na exibição do filme. Ressaltamos que o passeio ocorrerá no contraturno, ou seja, fora do horário de aula dos alunos, o que não prejudicará as atividades pedagógicas do dia”.

Na porta da escola, as opiniões se dividem. Naryelle Coelho de Souza é mãe de um menino de cinco anos e, para ela, a escolha do filme não tem nada a ver com o que uma criança gostaria de assistir. “Acho que deviam levar pra ver outro filme. É um passeio em vão, na minha opinião. Se meu filho não para nem pra ver Capitão América, imagine um filme que ele não vai entender nada?”, questiona.

Porém, para ela, não há problema em a religião ser ensinada na escola. “Acho que o mundo está tão difícil que isso tem que partir da família, mas se não for assim o colégio pode sim abordar esse tema na aula”.

Flávia, mãe de uma aluna de 7 anos da Escola Municipal Professor Luis Antonio de Sá Carvalho, acha que escolha também foi equivocada. “Não tem nada a ver, minha filha não vai se interessar”.

Depois da polêmica levantada, no fim da manhã a escola decidiu adiar o passeio ao cinema.

Curta o Lado B no Facebook  e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.