A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

20/06/2017 08:15

Figura no Amambaí, "Só por Deus" ganha fama pelo jeito tranquilo de levar a vida

Dono de oficina já quis ser padre, hoje faz reparos com prazo que "Só por Deus", dizem alguns clientes

Thailla Torres
Ninguém entra na oficina mecânica sem gritar pelo Só por DeusNinguém entra na oficina mecânica sem gritar pelo "Só por Deus"

O nome de batismo é Romeu Sebastião de Souza Abreu, mas ninguém entra na oficina mecânica sem gritar pelo "Só por Deus". A frase virou apelido na vida do funileiro campo-grandense, dono de oficina mecânica há mais de 20 na cidade. Do jeito tranquilo no trabalho, até nos dias mais difíceis, a frase faz referência a personalidade de Romeu que ao longo dos anos praticamente patenteou a expressão como lema de vida. "Porque aqui eu vivo só por Deus mesmo", afirma.

E não tem quem não conheça Romeu pelo apelido no bairro. Mas a frase na frente da oficina vale muitas interpretações. Para alguns clientes que sugeriram a reportagem sobre a história do funileiro, dizem que Só por Deus tem relação com o prazo de entrega, que depende mesmo é do divino. Mas Romeu tenta capitalizar para outro lado e garante que o verdadeiro significado surgiu diante uma vida difícil, desde que chegou ao bairro.

Frase está gravada até no colar de Romeu.Frase está gravada até no colar de Romeu.

"As pessoas falam muitas coisas, mas isso não tem nada a ver, não acredite", logo se justifica ao ser questionado do apelido. Sem campainha, é na base das palmas que ele atende ao portão, aberto na rua Engenheiro Roberto Mange.

Pai de 5 filhos e dois netos, Romeu é figura bem arrumada dentro da oficina montada na simplicidade. Mas ali não é o primeiro lugar de trabalho, ele já passou por outros três pontos do bairro, onde na maioria saiu pelos problemas financeiros e agora, decidiu que vai seguir com uma vida simples. "Minha bagunça é organizada e agora vivo só por Deus mesmo, porque cansei de lutar por dinheiro e bem material no fim não leva a gente a nada", afirma.

Os problemas do passado dão sentido a vida que leva hoje. "Tive muitos problemas financeiros, já perdi R$ 100 mil, quatro carros e duas motos. Minha oficina antigamente era ajeitada, mas acabei perdendo", conta, sem falar o motivo que o levou a falência. Mas o interesse pela vida mecânica surgiu com o irmão que já trabalhava na área quando Romeu ainda era seminarista.

"Fui quatro anos seminarista, eu queria mesmo era ser padre, mas só larguei mão porque não dava pra casar", brinca, mas aliviado pela escolha que fez. "Eu já tive muita mulher, comecei na produção cedo", diz referindo-se ao primeiro filho que teve aos 15 anos.

 

Só por Deus fica no bairro Amambaí.Só por Deus fica no bairro Amambaí.

Mas apesar de largar o sonho de ser padre, a fé nunca faltou, mesmo assim, ele conta que já foi até criticado por usar Deus no lema de vida. "Religiosos já falaram que eu fico usando o nome dele em vão. Mas não é verdade, eu tenho muito fé e ele nunca me desamparou. Em todas as dificuldades, é só por ele que eu to aqui hoje". 

E olha que o nome já ficou famoso até na porta de bar. "Antigamente quando eu tinha a oficina em outra rua, eu comprei um bar e coloquei esse nome na fachada. Fiquei ainda mais conhecido. Mas aí separei e resolvi deixar o bar para a mulher, que fechou depois de um tempo", lamenta.

Mas sonho mesmo, é ver a funilaria "Só por Deus" na companhia dos filhos. "Queria que eles trabalhessem comigo, mas filho cresce e segue outro caminho. Agora eu vim para esse terreno aqui que era de um conhecido e do nosso jeito a gente vai trabalhando".

Ele garante que o serviço é bem feito e as brincadeiras entre os clientes, dependende de quem realmente paga. "Sabe como é né, em oficina sempre tem muito amigo e sou daquele cara que não gosto de falar não. O que não falta é gente pedindo fiado e aí fica difícil. O serviço é só por Deus quando não quer pagar, aí o carro fica aí, até vir o pagamento", finaiza.

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.