A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

17/10/2018 08:27

Filho emociona casal no altar ao pegar microfone e celebrar o momento do "sim"

Thailla Torres
Natan, de 9 anos, pegou o microfone e surpreendeu os noivos. (Foto: Kekkon Fotocine)Natan, de 9 anos, pegou o microfone e surpreendeu os noivos. (Foto: Kekkon Fotocine)

Aos 9 anos, Natan Parron já emociona a família com as palavras. Carinhoso e acostumado a falar o que sente, no último fim de semana ele viveu a emoção de levar as alianças até a mãe no casamento, mas resolveu ir além e pegou o microfone para celebrar sozinho o momento da troca das alianças onde deixou casal e convidados emocionados.

O desejo da mãe Dayane e Valter se realizou debaixo das árvores, na beira da praia, onde há muito tempo eles queriam estar juntos. Uma cerimônia intimista para familiares e a amigos, como se fosse no quintal de casa, era o que eles sonhavam depois de quatro anos de namoro.

A história dos dois começou com uma amizade em comum e terminou no altar em Ubatuba, litoral de São Paulo. “Eu e o Valter temos uma amiga em comum e acabamos nos conhecendo. Quando ele apareceu em nossas vidas tive receio de me aproximar e acabar não dando em nada, mas ele estava realmente afim de formar uma família e acabei me entregando para viver esse amor”, resume a noiva, a jornalista Dayane Parron, de 29 anos.

 

Ele também entrou com as alianças. (Foto: Kekkon Fotocine)Ele também entrou com as alianças. (Foto: Kekkon Fotocine)

O momento das alianças foi com certeza o mais emocionante da cerimônia. Com chinelinhos na areia, uma camisa branca e calça bege, Natan segurou com toda delicadeza o par de anéis. Andou sorridente até a mãe e padrasto Valter Mangini, de 31 anos. Mas na  hora da entrega, não pensou duas vezes em dar a volta no altar e tomar para si o microfone que adora.

“A programação era ele entrar com as alianças, ao som de ‘Somewhere over the rainbow’, do Israel Kamakawiwo'ole, porque a música resumia exatamente tudo para nós naquele momento. Mas nessa hora da troca ele tomou a frente e fez aquela cerimônia tradicional do: você aceita Dayane como sua esposa e você aceita Valter como seu esposo?” conta. “E finalizou com o pode beijar a noiva”, completa.

Para a mãe, a reação do filho foi um jeito autêntico e cheio de amor. “Não esperávamos. Com certeza esse momento vai ficar guardado em nosso coração eternamente”.

E essa não foi a primeira vez que o menino resolveu surpreender. “Ele sempre faz um discurso em momentos especiais. Foi assim no chá de revelação do sexo do bebê este ano também”, conta a mãe ao descrever o momento em Natan aparece com a agendinha e fala do amor que já sente pela irmã que ainda está na barriga de Dayane.

Mas o momento não se resumiu à entrega. Natan quis emocionar mãe e padrasto no altar. (Foto: Kekkon Fotocine)Mas o momento não se resumiu à entrega. Natan quis emocionar mãe e padrasto no altar. (Foto: Kekkon Fotocine)
Natan ainda conferiu se aliança estava no dedo certo. (Foto: Kekkon Fotocine)Natan ainda conferiu se aliança estava no dedo certo. (Foto: Kekkon Fotocine)
Momentos antes da cerimônia. (Foto: Kekkon Fotocine)Momentos antes da cerimônia. (Foto: Kekkon Fotocine)

Grávida de 35 semanas, a cerimônia ao ar livre foi um sonho realizado do casal que nunca desejou luxo, mas fazia questão da simplicidade por perto. Tudo começou com os preparativos. Valter que é empresário e já tem experiência em organizar eventos, fez questão de organizar toda a cerimônia, mesmo com a distância e a paciência que os detalhes de um casamento requer. “Acho que só precisei dar palpite na comida”, brinca a noiva.

A surpresa foi dar de cara com uma festa de bom gosto e simplicidade. “Nós gostamos de praia, de reggae, da simplicidade, e não queríamos uma festa onde as pessoas fossem produzidas e de salto alto. Queríamos todo mundo à vontade, com pé na areia, cervejinha gelada nas mãos e junto com o Natan”.

A escolha do vestido foi outro lado emocionante da festa. “Foi a minha avó que fez e me presenteou. Parece que entrar com ele foi ainda mais emocionante, é algo de valor inestimável”.

Depois de horas de festa, Valter e Dayane resolveram continuar na praia e deixaram a lua de mel para depois. “Vamos curtir umas férias em família e com os amigos que estão aqui. É muito bom ver e estar com as pessoas que amam a gente. Quanto a lua de mel, vamos deixar para depois, porque agora os planos é cuidar do parto quando voltarmos para Campo Grande”.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Depois da festança, família curtir férias na praia. (Foto: Kekkon Fotocine) Depois da festança, família curtir férias na praia. (Foto: Kekkon Fotocine)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.