ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 12º

Comportamento

Pilotando a própria lancha, noiva diz “sim” em casa flutuante

Longe das aglomerações, Bruna e Marco Aurélio protagonizaram um casamento no Rio Paraguai

Por Thailla Torres | 13/03/2021 07:27
Noiva chegou na companhia do filho em casa flutuante para o próprio casamento (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)
Noiva chegou na companhia do filho em casa flutuante para o próprio casamento (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)

No dia 27 de fevereiro, Bruna Souza e Marco Aurélio Souza, de 37 e 33 anos, protagonizaram um casamento no Rio Paraguai, em um local que para chegar é necessário viajar duas horas de barco. O motivo? Os dois são maiores parceiros na pescaria.

Além disso, a pandemia surrou os planos do casal dizer “sim” ao lado de amigos e toda a família. Para preservar as pessoas, pouquíssimos estiveram presentes.

Os dois são de Porto Murtinho, mas se conheceram em Campo Grande. Adoram pescaria, acampamento e aventuras. “Por isso, desde o início a nossa vontade era fazer um casamento próximo ao rio. A primeira ideia era numa pousada próxima, mas como o local entrou em reforma, conseguimos outra pousada que fica a 2 horas de lancha, bem na foz do Rio Apa”.

Quando Bruna entrou em contato para agendar detalhes da hospedagem que envolveria um casamento, soube que no local havia um flutuante. “Assim começou minha conexão com o lugar e foi surgindo ideias”.

Marco e Bruna na companhia do padre Matheus (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)
Marco e Bruna na companhia do padre Matheus (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)
Casa flutuante onde foi realizada a cerimônia (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)
Casa flutuante onde foi realizada a cerimônia (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)
O casal sempre foi parceiro nas pescarias (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)
O casal sempre foi parceiro nas pescarias (Foto: Toninho Ruiz e Bruna Lara)

Os noivos ancoraram o flutuante no meio do rio e ela chegou até cerimônia pilotando a própria lancha, já os poucos convidados ficaram em uma outra lancha alugada pelo casal.

A cerimônia durou minutos. O casal apostou numa festa e cerimônia com montagem “faça você mesmo”. “Não tinha logística para levar uma grande quantidade de pessoas e fornecedores. Então eu loquei o material, encomendei decoração e eu e as madrinhas decoramos tudo pela casa flutuante e pela pousada. Fazer essa montagem tornou tudo mais especial”, conta a noiva.

Quando tudo estava pronto e os convidados estavam em outra lancha próxima a casa flutuante, a noiva ficou esperando apena um sinal para pilotar rumo ao noivo.

“No flutuante só subiram os noivos, padrinhos e fotógrafo. Foi um momento lindo e muito significativo para nós. Estar próximo da natureza, do rio, da pescaria em que somos tão parceiros é algo que não tem preço”, conta a noiva.

Depois do sim, o casal curtiu um almoço e a festa rolou durante toda a tarde na pousada em que ficaram hospedados.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário