ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 20º

Comportamento

Segurança é tão querido em bar, que criou bolinho e virou cupido

Um dos bares mais antigos e tradicionais da Afonso Pena tem segurança famosão

Por Jéssica Fernandes | 16/10/2021 07:32
Segurança criou prato especial, o "bolinho colorido". (Foto: Jéssica Fernandes)
Segurança criou prato especial, o "bolinho colorido". (Foto: Jéssica Fernandes)

David Vieira Leandro, de 36 anos, é uma figura conhecida entre clientes que frequentam um dos bares mais tradicionais da Avenida Afonso Pena. O homem, que é único segurança do Café Mostarda há 14 anos, desempenha a função de cupido entre os frequentadores e até criou bolinho para o cardápio do bar.

Além de ajudar a galera a desencalhar, David criou uma receita original, que hoje, integra o cardápio do estabelecimento, o “bolinho colorido”. A empresa decidiu homenagear o funcionário mais antigo da casa e permitiu que ele fizesse um prato especial. “Eles pediram para criar algo em meu nome e eu quis fazer algo que outros bares não tinham. O bolinho é bem diferente, fui misturando os ingredientes até chegar no ponto legal”, conta.

A invenção gastronômica inclui na receita mandioca, amendoim japonês, carne moída e outros “segredinhos” que o profissional não revela por nada. Outra coisa que ele não quis contar ao Lado B, é o motivo do bolinho levar o nome de colorido. “Foi um apelido que pegou aqui, o pessoal que passa me conhece como colorido, colorido é o negão, né? Mas o motivo de ser colorido eu não falo, porque é meio íntimo", ri.

Bolinho especial tem mandioca, amendoim e carne moída. (Foto: Jéssica Fernandes)
Bolinho especial tem mandioca, amendoim e carne moída. (Foto: Jéssica Fernandes)

É na calçada que David trabalha de forma descontraída conversando com os clientes e ajudando no gerenciamento do ponto comercial. O segurança sempre chega às 18h e só vai embora quando o local fecha as portas. Por ter contato direto com o público, ele faz diversas amizades e ajuda os solteiros que pedem uma força para conhecer a pessoa da mesa ao lado.

Ele afirma que é um cupido do bem e só ajuda a formar casal quando sabe que ambas as partes têm boas intenções. “Eu conheço um pouco de cada um, então, se sei que a pessoa é legal, vou arranjar alguém. A flechada do cupido aqui dá certo, pode confiar”, fala.

E dá tão certo, que teve cliente que retornou ao lugar só para agradecer o segurança. “Teve um pessoal que veio aqui, sentou na mesa e perguntou se eu estava reconhecendo eles. Quando falei que não, contaram que se casaram graças a mim. Eu fiquei muito feliz”, diz.

David trabalha na calçada do estabelecimento e tem contato direto com os clientes. (Foto: Jéssica Fernandes)
David trabalha na calçada do estabelecimento e tem contato direto com os clientes. (Foto: Jéssica Fernandes)

Após tantos anos no mesmo emprego, David ressalta que continua gostando da rotina e só sai do lugar se for mandado embora. “É uma correria danada, mas é bom. Eu não pretendo sair daqui nunca, mas sei que qualquer coisa tem portas abertas pra mim, porque todo mundo me conhece”, ressalta.

Para garantir que sempre vai pertencer ao lugar, o segurança até plantou uma muda de limão rosa na frente do prédio. “Eu conto pro pessoal que minha vó fez a muda e eu trouxe para plantar. O pé tá bonito não vai morrer mais, eu posso não estar um dia na casa, mas o pé vai ficar”, comenta.

Planos para o futuro - O sonho de vida do David é poder um dia administrar o próprio negócio no ramo da alimentação. Por hora, ele segue economizando para futuramente concretizar o plano pessoal. "Eu tô pensando em fazer algo na minha casa, que tem um espaço bom. Deixei tudo marcado e agora é só construir", conclui.

Pé de limão rosa foi plantado no canteiro da Avenida Afonso Pena. (Foto: Jéssica Fernandes)
Pé de limão rosa foi plantado no canteiro da Avenida Afonso Pena. (Foto: Jéssica Fernandes)

Curta o Lado B no  Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário