A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

18/01/2017 07:24

Seis amigas comemoram aniversário de cinquentonas com vídeo e surpresa

Luiza, Rosana, Maria, Marlene, Janete e Rose têm em comum o amor entre si e tudo o que compartilharam na vida

Paula Maciulevicius
No aniversário de Rosana (de vermelho), o tema era Halloween e as amigas foram de Noiva-Cadáver. (Fotos: Arquivo Pessoal)No aniversário de Rosana (de vermelho), o tema era Halloween e as amigas foram de Noiva-Cadáver. (Fotos: Arquivo Pessoal)

Reúna seis mulheres e se deixe contagiar pelas suas histórias e risadas. A amiga caçula chegou ao grupo há 23 anos, enquanto as mais antigas têm 40 anos de amizade. Luiza, Rosana, Maria, Marlene, Janete e Rose têm em comum o amor entre si e tudo o que compartilharam na vida resumidos em vídeos e comemorações de aniversário. Quando a primeira "cinquentou", elas criaram uma tradição: os brincos de seis corações e uma gravação surpresa.

Quem puxou a fila do meio século de risadas foi Rosemary, em julho de 2015. A última, Luiza, agora dia 9 de janeiro. E foi por admirar tanto a amizade das "tias" com a mãe, que Karine, filha de Rosana, acreditou que os rostos que dão a ela a interpretação de amizade desde criança, mereciam ser mostrados.

Para entender a história, a gente quase desenha junto com elas quem conheceu quem primeiro. Marlene e Luiza são amigas há 43 anos, Rosana e Janete há 36. E Maria entrou no grupo através de Marlene de quem é amiga há 23 anos. A partir daí que elas contam a data de existência do grupo.

Rosemary, a primeira a cinquentar, encarou espanhola e as amigas, dançarinas de cancan. Rosemary, a primeira a cinquentar, encarou espanhola e as amigas, dançarinas de cancan.

As que não estudaram juntas, se conheceram na vizinhança e anos depois, reafirmaram os laços através de casamentos. "Ela casou com meu irmão, ela casou com meu irmão, ela com meu primo e ela com meu primo", comenta a gerente de Recursos Humanos, Marlene Miranda Torquato, de 50 anos. O "ela", "ela" e ela" quer dizer: Rose, Janete, Rosana e Maria. "Eu tinha bastante irmão sobrando", brinca. 

Além de serem amigas, as meninas 'cruzaram' entre si os filhos. Umas batizaram os das outras e também são todas chamadas para serem madrinhas no casamento. "Entendeu o por que da união?", brinca Maria Alves de Araújo, comerciante, de 50 anos.

A ideia dos aniversários surgiu na época do último show de Roberto Carlos na cidade. "Foi quando a gente pensou em fazer uma festa só, mas ninguém conseguiu chegar num tema que valesse para todas", conta Marlene.

No entanto, não foi nem a temática que atrapalhou os planos. "Foi a distância, era difícil fazer numa data que todas estivessem com 50, a Luiza por exemplo não ia ter ainda. Então cada uma vez o seu", explica a funcionária pública Janete Gonçalves, também de 50 anos.

Rosemary quem foi a primeira a chegar nos 50, com uma festa à fantasia. "Elas foram de espanhola, as cinco para me fazer surpresa. Como fui a primeira, tudo o que teve que acontecer, foi comigo. Depois era sequência", revela a comerciante Rosemary Batista, de 51 anos.

Como homenagem, cada uma que faz aniversário ganha o memso brinco, um par de seis coraçõezinhos que representa o grupo e um vídeo que tem produção e edição. "A gente cria uns vídeos engraçados, para não ter chororô na hora da festa. O dela foi de cabaré. Um é diferente do outro", explica a administradora Rosana Wosniak, de 50 anos. 

O vídeo conta com a ajuda de Karine na produção e na captação de imagens e edição, Ygor Miranda, filho de Janete. O roteiro é criado por elas mesmas, mas sempre começa e termina com um brinde e a música "amigas para sempre". 

Se o tempo deixasse, uma tarde toda não seria suficiente para ouvir tudo o que elas já compartilharam, mas de forma resumida, cada uma define numa palavra, tantos sentimentos: tristeza, formaturas, nascimentos, viagens. "Até inimizades", brinca Maria. A comerciante já respondeu à altura quem falou mal de uma das meninas e perdeu amigos por conta disso. 

A segunda a fazer aniversário foi Marlene, de Baile do Havaí, a terceira, Maria de Rock'n roll, a quarta Rosana, de Halloween, a penúltima Janete, boteco com pagode e por último, Luiza, com baile de máscara. Em todas elas, as meninas combinam roupas e até colocam os maridos na jogada. 

"As pessoas até esperam a gente para ver como vai ser. É contagiante mesmo", revela a contadora Luiza Tavares Cortez, de 50 anos. 

Janete, o Pagode VIP da Dan, como é conhecida.Janete, o Pagode VIP da Dan, como é conhecida.
Marlene fez o Baile do Havaí. Marlene fez o Baile do Havaí.
Maria o Rock'n roll. Maria o Rock'n roll.
Luiza foi a última e fez com o tema Baile de Máscaras. Luiza foi a última e fez com o tema Baile de Máscaras.

A alegria que uma passa para a outra é a terapia de Maria. "Quando a gente está junto, você pode chegar até meio para baixo, mas volta outra pessoa. É contagiante estar com elas", conta. "Juntas é certeza que dá um bafo", completa Rosemary. 

Luiza também entra na onda das declarações, para dizer que essa amizade é tudo. "Dois anos atrás meu marido infartou. Eu tive que sair daqui deixando tudo e você não tem noção do que essas meninas fizeram por mim. Era como se estivessem comigo. Elas são tudo na minha vida e não me imagino sem elas comigo". À essa altura, as risadas são substituídas por lágrimas de felicidade. 

Ter tantos anos de amizade assim dá a certeza de que amigas são a família que nos permitem escolher. "Eu chamo elas de amigas irmãs. Deus foi colocando a gente na vida uma da outra. Juntas, somos imbatíveis. Quando perdi meu pai há dois anos e meio, uma corrente do bem surgiu, uma segurando a outra", descreve Rosana.

Não é só na alegria que elas encontram parceria e cumplicidade. "Nós formamos uma família junto delas e dos nossos maridos, criamos nossos filhos juntos e é muito gostoso o que a gente vive. Hoje em dia é difícil ter uma amizade tão longa", diz Maria.

Quando entra no quesito "família", a Marlene que casou as amigas com os primos e irmãos tem propriedade em dizer. "Ela é minha cunhada, minha prima, minha prima, minha ex-cunhada. A gente aprendeu muita coisa desde a infância. E é certo, não tem como mentir uma para a outra, todas conhecem nossos defeitos e qualidades". 

Janete tenta buscar as palavras que ainda não foram usadas para descrever o que viveu e vive até hoje no sexteto. "Amizade para mim é isso aqui, união. Nós temos um bordão: amigas para sempre, porque amizade é tudo e se torna a família da gente".

A última a falar, Rosemary até chama a atenção das amigas que já estavam a conversar. "Eu ouvi de todo mundo, agora me ouçam", brinca. "A gente se vê muito mais que nossos próprios irmãos. Vivemos todas as coisas boas e até as não tão boas juntas. Se uma está ruim, outra logo manda uma mensagem e a deixa para cima, nós somos as meninas super poderosas", resume.

O próximo passo é planejar, nos 60, quem sabe 55 anos, uma viagem do sexteto para comemorar. O que deve render mais vídeos e surpresas.

Curta o Lado B no Facebook



Amigas para sempre é o que nós iremos ser! Uma por todas e todas por uma! Sozinhas não somos nada, mas juntas somos muito mais fortes! Amo tudo isso!!!!!
 
Rosana Aparecida Nascimento Wosniak em 18/01/2017 09:31:57
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.