A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

24/12/2017 07:10

Sem dinheiro, grupo cria Amigo Secreto com cartas e revelação um ano depois

Thailla Torres
Lista desejo surgiu no meio do aperto e transformou o Natal de amigos. (Foto: Arquivo Pessoal)Lista desejo surgiu no meio do aperto e transformou o Natal de amigos. (Foto: Arquivo Pessoal)

Carolina, Karina, Vanessa e Rodrigo são amigos desde a faculdade, concluída em 2009. Depois  Jhonny, Anderson e Daniela entraram para o grupo. Uma amizade entre pessoas que ao longo dos meses tornou-se uma aventura pelo mundo, com jantares temáticos, que já viraram notícia no Lado B.

Desta vez, eles resolveram brincar até com o Amigo Secreto que ganhou um novo significado, sem nada de presentes com valor comercial.

Abertura das cartas. Abertura das cartas.
E um abraço sincero que não tem preço.E um abraço sincero que não tem preço.

Com a turma, a brincadeira é feita com cartas. Sem gastar um tostão, cada um noloca no papel uma lista de desejos para os dias do amigo no próximo ano. No entanto, a carta só é aberta no Natal seguinte. A estreia desse novo sistema de Amigo Secreto foi no ano passado, por isso, as primeiras mensagens só foram lidas em 2017, sem nenhuma trapaça, garantem.

Tudo começou pela vontade de fazer um Natal com direito as tradições, mas o grupo estava com poucas condições financeiras. "A Karina e o Anderson tinham acabado de descobrir que estavam grávidos e com viagem marcada para Europa. Já a Carolina e o Johnny  estavam reformando a casa e eu apertada. Era cada um com seu calo e por isso pensamos em algo que não fosse preciso gastar dinheiro com presentes", conta a dentista Vanessa Hoffmann Boretti, de 30 anos.

O sorteio foi feito pela internet e a entrega das cartas ocorreu em mais um dia de jantar entre amigos. Neste ano, a revelação foi surpreendente. Juntos, os sete riram e choraram por cada palavra e desejo sincero presentes no papel.

"Quem me tirou falou um pouco das minhas qualidades e depois desejou que eu conhecesse alguém legal, porque sou a única solteira da turma. Mas foi tão legal rir das coisas que não aconteceram e se empolgar com tudo que deu certo, que já pretendemos escrever cartas para serem lidas daqui a uma década", diz Vanessa.

Karina Severo Pupin, de 30 anos, também chorou ao ler a carta que ganhou do marido, Anderson. "Ele escreveu sobre mim em um dos momentos mais felizes da nossa vida, quando descobrimos que eu estava grávida. Foi como se a gente tivesse desenterrado toda aquela alegria novamente, chorei muito".

Em alguns momentos a carta serviu para observar detalhes que os amigos não contabilizaram ao longo do ano, diz Carolina da Cruz, de 30 anos.

"Por mais que é um ano só, que passe rápido, a gente acaba esquecendo de muita coisa e na carta a gente relembra tudo que foi mais emocionante, o que é mais importante no outro e também os desejos de um futuro diferente. Acho que, sobretudo, só o fato de reviver a escrita através da carta é uma experiência muito diferente", avalia Carolina. 

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.