A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

18/10/2018 08:17

Tobias ficou 1 ano perdido, família nunca desistiu das buscas e ele voltou

Sumiu no dia 14 de outubro do ano passado e foi reencontrado exatamente no dia 14 de outubro deste mês

Thaís Pimenta
Alcione e Tobias depois do reencontro, de banho tomado e pelo tosado.  (Foto: Acervo Pessoal)Alcione e Tobias depois do reencontro, de banho tomado e pelo tosado. (Foto: Acervo Pessoal)

Depois de exatamente um ano de aperto no coração, Alcione Ferreira Barbosa reencontrou Tobias, o shih-tzu de três aninhos, xodó da casa. Quase sem esperanças de que poderia encontrar o cão que sumiu, no bairro São Jorge da Lagoa, no dia 14 de outubro ela recebeu uma ligação informando que um cão pelas ruas no bairro Guaicurus tinha semelhanças com Tobias.

“Eu já tinha ido atrás de 10 cachorros antes, tanto é que meu marido não quis me acompanhar porque já estava desistindo. Peguei o carro, calma, e junto da minha filha fui até a casa que o resgatou”, conta.

Tobias e Alcione. (Foto: Acervo Pessoal)Tobias e Alcione. (Foto: Acervo Pessoal)

O reencontro foi uma momento emocionante, tanto para Alcione quanto para Tobias. “Quando ela veio com ele no colo meu coração disparou. Quando ele ouviu minha voz se mijava todinho, botou um palmo de língua pra fora. Sentei no chão, peguei ele no colo, vi que estava bem judiado, com dermatite, fiquei esperando ele acalmar e olhei bem no rostinho dele, ele olhou pra mim e a gente se reconheceu”.

Alcione acredita que, num segundo de descuido, Tobias varou pelo portão e foi roubado. Sua busca rodou a cidade inteira e tinha gente até do interior do Estado sabendo do sumiço do cachorro.

“Foi aquela busca com panfleto, folheto pregado em posto de saúde, falei com todo mundo do bairro. Fui parar em outros bairros também pedindo ajuda. Nas redes sociais eu postava todos os dias fotos dele, desde quando ele nasceu, desde bebezinho”.

Sem nunca perder a esperança, Alcione sabia que num dia ou no outro reencontraria seu filho de quatro patas. “Nem que ele estivesse velhinho eu sabia que ia encontrar com ele. Nunca perdi as esperanças, foram muitas orações”.

Tobias quando filhote.  (Foto: Acervo Pessoal)Tobias quando filhote. (Foto: Acervo Pessoal)

Muito ferido, cheio de dermatite na pele, Alcione acredita que quem pegou Tobias judiou dele. “Ele está assustado. Quando eu passo a mão na cabeça dele para fazer carinho ele dá um estralo sabe, se assusta”.

Impressionada com a exatidão de um ano de sumiço, Alcione agora comemora junto com o shih-tzu o reencontro. Tobias sempre dormiu no cantinho do banheiro social no corredor e, depois de um ano, segue com a mesma mania. “Agora o portão vai fica a sete chaves para ninguém abrir e para ele não fugir”.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.