ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  03    CAMPO GRANDE 14º

Comportamento

Vírus ativou memórias e Walquiria lembrou das primeiras mestres

E você, tem um texto, áudio ou vídeo e quer compartilhar com a gente? Mande pelo WhatsApp, e-mail ou redes sociais

Por Paula Maciulevicius Brasil | 29/03/2020 08:45
Walquiria quando criança ao lado da professora Enide. (Foto: Arquivo Pessoal)
Walquiria quando criança ao lado da professora Enide. (Foto: Arquivo Pessoal)

Waquiria Angelica S. Bitonti é professora e especialista em Educação, pós-graduada em Metodologia de Ensino, já ocupou cargos em prefeituras do Estado e, hoje escreve para a gente sobre as memórias afetivas que o coronavírus reativou. Em especial, das primeiras professoras, que na Educação Infantil, são responsáveis por ensinar, além das letrinhas, também a importância de se lavar as mãos. O texto abaixo é dela, no que a gente chama de "Diário de um isolado".

Por favor lavem as mãos! 

Nunca ouvi e vi tantas pessoas dizendo lavem as mãos com água e sabão, cuidem da higiene, cheguem da rua e tomem um banho, tirem o sapato sujo ao entrar em casa. 

Este vírus reativou memórias afetivas quanto ao trabalho das que foram minhas professoras da Educação Infantil  e do primeiro ano do ensino fundamental,   Prof. Enide Araújo, Prof. Dirce Ramos e Professora Adelaide Bitonti. Dos saberes que recebemos na primeira infância, que ficam impregnados na mente e em nossa vida. 

Professora Adelaine Bitonti. (Foto: Arquivo Pessoal)
Professora Adelaine Bitonti. (Foto: Arquivo Pessoal)

É na educação infantil, que aprendemos como ninguém as questões sobre Educação Sanitária, educação esta que promovem a saúde,  adquirindo hábitos saudáveis que evitam muitas  doenças. Desde lavar as mãos antes do lanche, lavar depois de  ir ao parquinho e ao banheiro, brincou na areia, tomar aquele banho. Não colocar a mão na boca, nem no nariz, e olhos, “a mão tem bichinhos invisíveis que traz gripe”. E eu insistia colocar a mão na boca e olhos, e assim meus  olhos viviam   infeccionado. Nariz entupido, bem carregado, era e é muito normal entre nós, criança da Rede Publica “criança linda vai assoar bem esse seu nariz, isso era corriqueiro, elas reforçavam todos os dias.

Lembro bem  que era nosso dever deixar as mesinhas limpas, ao final de cada  aula, neste momento vinham as tias com um balde, com bucha e paninho seco e nós (escalonados em dupla) limpávamos nosso ambiente, claro que do nosso jeito. Lembro do dia que perguntei sobre aquele cheirinho “fedido” na água e a professora de imediato explicou, Walquiria isso é água sanitária, limpa tudo e elimina as bactérias.  Cada um tinha seu lugar, porém o dia que estávamos gripados,  em estado febril, as professoras cuidadosamente e sabiamente deixávamos nós em mesinhas separadas, para um não passar para o outro. 

Foto atual da professora Dirce Ramos. (Foto: Arquivo Pessoal)
Foto atual da professora Dirce Ramos. (Foto: Arquivo Pessoal)

Sim, foi lá na educação Infantil que realmente aprendi tudo aquilo que tenho visto em massa as emissoras de todo mundo noticiarem, especialistas em saúde, infectologistas, médicos, políticos -  Lavar bem as mãos, foi o que mais ouvi até agora que trouxe memórias lindas sobre o quanto o professor da Educação Infantil ensina a uma criança sobre Educação Sanitária. 

Eu também sou professora e especialista em Educação, não da educação Infantil e neste distanciamento social com minhas colegas de profissão,  quero aqui desta forma registrar o quanto é valioso o trabalho do professor de base, os saberes transmitidos por vocês é o que carregamos vida a fora. 

E para vocês que foram meus professores  a exatos   quarenta anos, saibam que através de sua prática ensinaram uma das medidas de prevenção  contra o Coronavírus e demais bactérias.  

LAVAR BEM AS MÃOS!!!  

E você, tem um texto, áudio ou vídeo e quer compartilhar com a gente? Mande pelas redes sociais do Lado B, no Facebook e no Instagram, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563. 

Walquiria em sala de aula, trabalhando a alfabetização. (Foto: Arquivo Pessoal)
Walquiria em sala de aula, trabalhando a alfabetização. (Foto: Arquivo Pessoal)