ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  06    CAMPO GRANDE 23º

Consumo

De Coxim, irmãos mudam de carreira e fazem sucesso com camisetas geek

Hugo e Bruno deram guinada na carreira para fazer da paixão pelo universo geek um negócio, e tudo isso a partir de Coxim

Por Lucas Mamédio | 21/01/2021 08:02
Hudo e Bruno motram e empreendem em Coxim (Foto: Arquivo Pessoal)
Hudo e Bruno motram e empreendem em Coxim (Foto: Arquivo Pessoal)

A paixão pelo universo geek fez dois irmãos de Coxim, a 253 quilômetros de Campo Grande, Bruno Zerbato Crippa e  Hugo Zerbato Crippa, mudarem suas carreiras e empreenderem nesse mundo tão heterogêneo, que inclui filmes, séries, desenhos, games e muito mais coisa.

Bruno é formado em marketing e Hugo jornalista. Os dois criaram a Bigoti em 2015, uma camiseteria especializada em estampas geeks originais. Apesar de tudo ser produzido em Coxim, a maioria das vendas da empresa é feita para São Paulo.

As estampas são originais e desenvolvidas pelos irmãos (Foto: Reprodução/Instagram)
As estampas são originais e desenvolvidas pelos irmãos (Foto: Reprodução/Instagram)

Inclusive, eles falam das barreiras de empreender a partir de uma cidade do interior. "Temos dificuldade com fornecedor, aqui na cidade não tem, maioria vem de fora do estado, aí também tem o frete que é um pouco mais caro pro cliente, nossas vendas são maioria pra região Sudeste,   principalmente estado de SP", diz Bruno.

Os dois deixaram suas carreiras para investir no negócio, que tem dado muito certo. “Anteriormente eu tinha uma empresa que trabalhava com mídia publicitária alternativa, foi quando em 2015 resolvi mudar de ramo e montar um novo negócio, convidei meu irmão Hugo, 32 anos, que atuava como jornalista, ele topou na hora, saiu do emprego e começamos a trabalhar na ideia de montar uma empresa de camisetas”, explica Bruno.

Hugo com umas das camisetas da marca Bigoti (Foto: Arquivo Pessoal)
Hugo com umas das camisetas da marca Bigoti (Foto: Arquivo Pessoal)

O conceito da empresa nasceu de uma paixão dos dois. “Unimos o útil ao agradável, pois sempre gostamos de música, cinema, todo esse mundo geek, principalmente com aquelas referências nostálgicas dos anos 1980 e 1990”.

A camiseteria, então, segundo Bruno, surgiu em 2015. A ideia era produzir tudo, desde a costura até a estampa da camiseta, além de todo o trabalho de marketing da marca.

“Não era tão simples como imaginávamos, fomos evoluindo na produção das peças, aprendemos a cortar a malha, fazer moldes e estampar, só terceirizava a costura. Após chegarmos na qualidade que queríamos começamos a montar a loja virtual, fizemos”.

Agora a dupla parte para o segundo projeto: a marca Tormento, dedicada à referências de terror. “A Tormento é voltada a cultura underground, desde o pessoal da música pesada, fãs de filmes de horror e galera do skate, a marca está pra completar um ano de vida, e a resposta tem sido boa”.

As camisetas são vendidas pelos respectivos sites das marcas: Bigoti e Tormento. Encontre os links no perfil do Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Bruno com uma das camisetas (Foto: Reprodução/Instagram)
Bruno com uma das camisetas (Foto: Reprodução/Instagram)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário