A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

29/05/2017 06:20

Inspiradas nos avós, Paula e Stephani abrem salão de beleza LGBT

Thailla Torres
Paula e Stephani, as donas do salão.(Foto: Marcos Ermínio)Paula e Stephani, as donas do salão.(Foto: Marcos Ermínio)

Quando a sugestão de conhecer o salão de cabeleireiro de Paula e Stephani chegou até nós, percebemos que o lugar podia ser diferente. Sem fachada, mas com um cantinho nos fundos todo intimista e criativo, o "Paula Garde Cabeleireira", chegou para ser o salão de beleza LGBT da cidade. Sem a imposição de regras, tudo que elas querem é deixar os clientes à vontade longe dos padrões estéticos.

"A proposta é trabalhar com naturalidade. O espaço a gente pensou porque a maioria das pessoas que conhecemos não se sente à vontade num ambiente convencional. Os lugares são muito específicos", explica a proprietária Paula Garde, de 27 anos.

Casada com Paula, Stephani explica que na hora de ir ao salão ou barbearia, quem é lésbica ou gay se depara sempre com imposições de beleza e até os papos não batem. "Em espaço convencional, é tudo muito quadrado e careta, a gente entra no salão com a unha toda horrorosa e sobrancelha e as pessoas ficam olhando e dizendo o que você tem que fazer, mas as vezes você nem quer", diz.

Quando começou a cortar cabelo, Paula usava as tesouras do avô. (Foto: Marcos Ermínio)Quando começou a cortar cabelo, Paula usava as tesouras do avô. (Foto: Marcos Ermínio)
Recordação dos cabelos que avô de Paula. (Foto: Marcos Ermínio)Recordação dos cabelos que avô de Paula. (Foto: Marcos Ermínio)

As duas se conheceram há seis anos, aqui em Campo Grande. A história envolve capítulos de namoro, graças a um encontro na faculdade que estreitou os laços entre as duas. Bióloga, Stephani largou a vida no Paraná para estudar em Campo Grande. Paula formou em Artes Visuais, mas hoje administra negócios ao lado da família. Mas agora ela dividem o sonho de crescer com o salão e fazer do lugar um espaço diferente que respeite a todos públicos, principalmente os gays.

A avó de Stephani e o avô de Paula coincidentemente também foram cabeleireiros e com história reconhecida pelos clientes. No salão quem se especializou em corte e tintura é Paula, Stephanie admite que fica para dar pitaco e marcar horário. Mas as duas lembram com carinho da história dos avós que influenciaram bastante na decisão e até na decoração do espaço. 

"Meu avô era cabeleireiro em Ribeirão Preto (SP), meu pai conta que ele era considerado o melhor cabeleireiro da cidade. Quando nasci, já estava aposentado, mas trabalhou durante muitos anos. As fotografias daquela época mostram penteados incríveis", diz Paula. 

Quando começou a cortar o cabelo, ela usava as mesmas tesouras que eram dele e as fotos agora fazem parte da decoração do espaço. "Faço questão de guardar, é uma recordação muito bonita".

Esse é o Ringo, que adora recepcionar os clientes.
(Foto: Marcos Ermínio)Esse é o Ringo, que adora recepcionar os clientes. (Foto: Marcos Ermínio)
Quadros coloridos e divertidos são os favoritos na decoração. (Foto: Marcos Ermínio)Quadros coloridos e divertidos são os favoritos na decoração. (Foto: Marcos Ermínio)

Com criatividade, em um espaço de 8m², ela se dedicaram a uma decoração colorida e divertida. Apaixonadas por gatos, até eles divertem os clientes que não tem internet. "O wi-fi não pega aqui, então colocamos uma plaquinha de brinque com o gato", mostra Stephani.

Para atender ao público vegano, o salão também terá produtos diferentes. "A gente preza por produtos que não tenham sulfato ou sejam derivados de petróleo, assim como produtos que não sejam derivados de animais".

Os preços também são vantajosos.  O corte feminino custa R$ 40,00 e o masculino sai a R$ 30,00. A hidratação é R$ 60,00 e a tintura varia do tamanho e escolha da cor no cabelo. 

O salão que fica na rua Cayová só atende no período da noite, de segunda a sexta-feira e aos sábados o dia todo. Os atendimentos são com hora marcada pelo telefone (67) 98111-9129.

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.