A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/02/2017 07:53

Loucas por sapatinho infantil, mães criam grupo onde bebê chegou a ter 150 pares

Paula Maciulevicius
A coleção de Melissas de Valentina, aos 3 anos. (Foto: Arquivo Pessoal)A coleção de Melissas de Valentina, aos 3 anos. (Foto: Arquivo Pessoal)

"Mamães melisseiras". São assim que as loucas por Melissa se definem. Na maternidade, elas se realizaram ao ver as filhas bebês calçando a sandalinha que elas usaram na infância. Com direito até a grupo no WhatsApp e encontros em grande estilo, as mulheres compram, vendem e trocam os pares entre si, já que se tem uma coisa que criança perde rápido, é calçado.

Foi a mamãe melisseira Camila quem entrou em contato com o Lado B. A gente mesmo desconhecia até então a reunião de mães em torno de uma mesma paixão. "Eu já usava e depois que descobri que ia ser menina, com a Luiza ainda na barriga, já comprei Melissa para ela", conta a mãe.

Aos 28 anos, ela conta que no grupo uma mãe compra da outra ou todas se juntam para renovar a coleção de Melissas num pedido só e assim diminuir o valor do frete. "É uma coisa viciante, não tem como parar. A gente compra a primeira e o nosso grupo só vai crescendo", brinca.

Luiza e seu acervo de sandalinhas particular. (Foto: Arquivo Pessoal)Luiza e seu acervo de sandalinhas particular. (Foto: Arquivo Pessoal)

Luiza tem hoje 4 anos, calça 23/24 e já chegou a ter 45 melissinhas. "Agora, na última coleção, ela está com 27", explica a mãe. Sobre o vício, ela diz que chega até a reconhecer crianças no supermercado, por exemplo, pelos pés.

"Todo lugar é assim, automático. Onde a gente vai e vê, olha e até manda mensagem no grupo: 'tem alguma mamãe melisseira no Comper com tal Melissa?'", exemplifica.

O grupo do WhatsApp começou a partir de um de desapego, no Facebook. "Nós tínhamos de roupas infantis de menina e tinha uma amiga nossa que a filha dela aparecia nas fotos com uma melissinha linda, que a gente nem sabia que tinha", conta a microempreendedora Wendy Bóris, de 34 anos.

A partir da foto da melissinha, as mães se alvoraçaram em torno da sandália e hoje o grupo já tem mais de 5 mil membros no Facebook. Mãe de Valentina, de 3 anos, Wendy conta 30 os pares que tem em casa.

Valentina arrasando no look. (Foto: Arquivo Pessoal)Valentina arrasando no look. (Foto: Arquivo Pessoal)

"Mas pelo menos 10 já estão perdendo. E quando vai, vai tudo de uma vez", comenta. Ela mesma nunca foi de usar a sandália, mas conheceu através de uma amiga. "Se contar, do primeiro aninho dela até hoje, Valentina já teve mais de 150 Melissinhas".

Dos outros, Wendy sempre escuta que "ah, é de plástico, sua o pezinho"... "Mas é uma coisa tão fofa no pé que eu fico apaixonada. Na escola ela vai cada dia com uma", acrescenta. 

A mini-melissa começa na numeração 15 e depois vem a Melissa infantil. Débora é mãe de Isadora e Isabella, de 2 e 8 anos respectivamente, e desde que nasceram, as meninas usam Melissa.

"É uma gracinha e para cada roupa tem um modelinho diferente. Só quem tem sabe... Desde o momento em que a Isadora nasceu, eu comprei e era 17, um tamanho enorme para ela", lembra a mãe Débora Duarte de Souza, de 27 anos.

Ser mamãe melisseira para ela foi além das compras. "Aprendi muita coisa, adquiri boas amizades e foi, para mim, algo que me fez muito bem. Novos interesses e amores novos... Amores por modelos de Melissa", brinca. 

Para entrar no grupo, basta pedir acesso pelo Facebook.

Curta o Lado B.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.