ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 15º

Consumo

Maína customiza desde os 4 anos e faz roupa adulta até com Hello Kitty

Dona de marca autêntica, jovem começou a customizar as roupas influenciada pela mãe

Por Jéssica Fernandes | 10/04/2024 07:44
Mini vestido Gone Girl é uma das peças da marca campo-grandense. (Foto: Arquivo pessoal)
Mini vestido Gone Girl é uma das peças da marca campo-grandense. (Foto: Arquivo pessoal)

A marca de roupas é sul-mato-grossense e nasceu da criatividade de quem customiza as próprias roupas desde os quatro anos. Maína Camacho, de 22 anos, é dona da "Made4mia", que decidiu expor suas peças que promovem uma brincadeira entre acessórios e serigrafia.

Blusas assimétricas, mini vestidos, saias e gravatas são as principais peças desenvolvidas pela jovem. Todas as peças são feitas para alcançar a mesma finalidade. “Penso que uma peça que nos deixa eufóricos é sempre um bom caminho para a gente se achar”, diz.

Com três anos de existência, a marca é resultado de uma paixão que Maína alimenta desde a infância. “Meu interesse pela moda surgiu na minha criação em casa. Sempre assisti minha mãe produzindo as próprias peças, juntando retalhos e criando novos jeitos de se vestir. Quando vi também estava comprando tecido, caçando retalhos e aviamentos”, recorda.

Mini saia Kitty com pequenos relicários da boneca. (Foto: Arquivo pessoal)
Mini saia Kitty com pequenos relicários da boneca. (Foto: Arquivo pessoal)

Além de influenciadora, a mãe foi a principal incentivadora para que o negócio surgisse anos mais tarde. Na adolescência, a jovem sempre viu mais graça em produzir as próprias roupas ao invés de comprá-las, mas foi só durante o cursinho pré-vestibular que veio a decisão de criar a marca.

Antes de 2021, Maína comenta que procurou formas de aprender novos processos para emplacar a marca. “Nesse momento comecei a tentar entender sobre como seriam as produções, ler sobre sublimação, serigrafia e também tentar achar um significado tanto interno quanto externo para essas peças ocuparem espaço no mercado”, diz.

Já em 2021, o primeiro drop foi lançado para o público e desde então Maína não parou mais de buscar referências e produzir. A criação, segundo ela, varia conforme a criatividade e não segue um período determinado. “Pode acontecer de numa quarta eu entrar em uma loja de tecidos e resolver montar uma coleção inteira, mas às vezes passo meses sem conseguir organizar uma coleção de fato”, diz.

Saia mini bag argola integra um dos drops lançados pela jovem. (Foto: Arquivo pessoal)
Saia mini bag argola integra um dos drops lançados pela jovem. (Foto: Arquivo pessoal)

Alguns dos produtos já lançados por ela são: saia argola Mini Bag, gravata Kitty 07 composta por acessórios da Hello Kitty que podem ser reorganizados na própria peça, mini saia Kitty de cintura baixa feita no estilo colegial, vestido Amy Dunne de malha de renda com abertura nas costas que acompanha um short de segurança, além da blusa assimétrica Amy Dunne feita com tecidos diversos de várias texturas.

Sobre o último drop, que fazem referência a Hello Kitty, a criadora fala que a proposta é fazer o público brincar com as possibilidades que as peças, seja mudando de lugar ou as inserindo em outras roupas. Atualmente, essas outras criações variam de R$ 200 a R$ 350.

“Tenho pensado muito sobre acessórios e aviamentos e como eles podem existir nas peças. Vou furando, aplicando ilhós e construindo camadas nas peças com o propósito de além daquilo ficar esteticamente bonito, futuramente soar uma grande brincadeira pro dono da peça”, destaca.

Blusa assimétrica Gone Girl traz um mix de tecidos. (Foto: Arquivo pessoal)
Blusa assimétrica Gone Girl traz um mix de tecidos. (Foto: Arquivo pessoal)

Para criar esse e outros drops, a jovem fala que o apoio familiar e dos amigos é essencial. “A Made sempre foi e sempre será algo que me remete à família que escolhi pra vida. Me remete a “De repente 30” que é sobre nos inspirarmos nas irmãs mais velhas, amigas e vizinhas. É realmente o que acontece por aqui, uma grande troca de inspirações em pessoas que existem por perto”, pontua.

 Siga o Lado B no WhatsApp, um canal para quebrar a rotina do jornalismo de MS! Clique aqui para acessar o canal do Lado B e siga nossas redes sociais.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias