A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 13 de Outubro de 2019

19/05/2019 08:02

Apaixonada por dança, Tânia transforma salão de clube com baile do velho oeste

Esta é a segunda festa com tema feita no espaço em parceria com a organizadora de eventos Tânia Japa; a primeira foi hawaiana

Danielle Valentim
Público respeitou o figurino. (Foto: Kisie Ainoã)Público respeitou o figurino. (Foto: Kisie Ainoã)

Se tivesse terra, a poeira ia subir noite adentro durante a festa country Velho Oeste Night, neste sábado (18), no Clube Estoril. Este foi o segundo evento no espaço em parceria com Tânia Japa, no estilo temático. A primeira festa foi Hawaiana e levou o nome de Tropical Night.

Era quase impossível parar Tânia para conversar. A frente do evento, ela corria de um lado para o outro recepcionando os convidados, muitos deles conhecidos dos bailes e grupos de dança de salão. A promoter já é sucesso e os eventos recebem muitos elogios.

“Depois da Tropical Night volto hoje com a festa temática country. A ideia do tema surgiu de uma amiga que participa do nosso grupo de dança. Além do baile, haverá apresentação country de pessoas comuns, ninguém vive da dança, mas dançam o amor, no grupo tem idoso de 68 anos”, conta.

Tânia surpreendeu com o evento. (Foto: Kisie Ainoã)Tânia surpreendeu com o evento. (Foto: Kisie Ainoã)
Casal decidiu ir por causa do tema. (Foto: Kisie Ainoã)Casal decidiu ir por causa do tema. (Foto: Kisie Ainoã)

Tânia explica que em suas festas ninguém fica sem dançar. As damas que chegam sem cavalheiros podem comprar fichas para serem acompanhadas por dançarinos, ou melhor, personais de dança. O público também respeita o traje do convite e o que mais se via eram chapéus e camisas xadrez.

O casal Junior Ferreira e Maria Helena costumam ir aos bailes do União do Sargentos, mas ao saberem do tema da festa decidiram prestigiar. “A música é boa”, disse Júnior. “Mas a gente também vem pela dança”, completou Maria Helena.

A coreografia da apresentação country foi criada pelo professor de dança de salão Kleyton Willyans. Segundo ele, não há dificuldade ara ensinar quem está com vontade de aprender.

Professor Kleyton criou coreografia. (Foto: Kisie Ainoã)Professor Kleyton criou coreografia. (Foto: Kisie Ainoã)

“A galera já é da dança, então fica mais fácil. Temos um grupo e a cada evento marcamos de nos encontrar, para dançar ou ensaiar uma coreografia. Na semana passada mesmo apresentamos lá no asilo São João Bosco, Grease”, pontuou. 

O nome do grupo é Bailantes e Silvia Adriana Xavier é uma das participantes. Ela conta que além dos benefícios da dança, tenta sempre ser uma pessoa positiva e que incentiva outras pessoas.

“No grupo mesmo, sempre com um bom dia, um boa tarde ou boa noite. Sempre quero inovar. Já estamos planejando uma festa temática cigana, sul-mato-grossense, uma noite em Veneza e assim por diante”, afirma.

Silvia Adriana não perde um. (Foto: Kisie Ainoã)Silvia Adriana não perde um. (Foto: Kisie Ainoã)

O baile com todos os ritmos de dança de salão começou às 20h30 e seguiu até às 2h30. Além da dupla Geraldo e Admilson, os intervalos contaram com Flash Back.

Neste sábado aconteceu somente o baile, mas Tânia organizou um jantar dançante no Romeu e Julieta que está marcado para o dia 27 de junho.

Curta o Lado B no Facebook  e Instagram


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.