ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  17    CAMPO GRANDE 10º

Diversão

Campo-grandense cria festa "Pantaneira" em SP que terá até tereré na rua Augusta

Por Anny Malagolini | 20/11/2013 06:44
Dex Bar, na rua Augusta.
Dex Bar, na rua Augusta.

Um dos hábitos mais comuns dos campo-grandenses, o tereré na calçada, vai ganhar no próximo fim de semana versão em uma das ruas mais boêmias do Brasil, a Augusta, em São Paulo. O som também terá música regional, desde Almir Sater ao rock do Dimitri Pellz.

Para reunir quem saiu daqui e agora mora na capital paulista e, de tabela, matar saudade da terrinha, o publicitário Eduardo Araújo, de 24 anos, sugeriu ao “Dex Bar” a “Caravana Pantaneira” e a festa foi marcada para o dia 24 de novembro, a partir das 16 horas.

“Eu sempre quis encontrar os campo-grandenses, tem uma galera que mora aqui e senti necessidade”, justifica o sul-mato-grossense que mora em São Paulo há quase dois anos. Na portaria do bar, uma drag queen fará jus à cultura da fronteira, vestindo trajes típicos.

Há pouco mais de um ano sem visitar Campo Grande,  Eduardo conta que além da saudade da família e dos amigos, o domingo em uma roda de tereré faz falta. Ele diz que já chegou a se reunir com os conterrâneos que moram em São Paulo para dar continuidade ao hábito, mas não conseguiu passar de duas reuniões. “Já fizemos até roda de tereré pelo Skype”, brinca.

Eduardo também comenta que, diferente da ideia inicial sobre os paulistanos, ficou surpreso com o conhecimento que eles têm sobre Campo Grande. Ninguém nunca perguntou se “é verdade que a onça anda no meio da rua?”, o espanto entre quem não conhece a cidade é a relação íntima que o sul-mato-grossense tem com o vizinho Paraguai. “Eles não têm a ideia da influencia forte do Paraguai no Mato Grosso do Sul”.

Já uma das bebidas mais consumidas no Estado, o tereré, segundo o publicitário não é uma dúvida na grande São Paulo. “O tereré é bem esclarecido entre eles, mas ainda tem dúvidas sobre o “Sul” do Mato Grosso”, reforça sobre a frequente confusão que irrita os sul-mato-grossenses.

Agora, a ideia é tornar a festa um evento mensal. Para quem vai estar em São Paulo no próximo fim de semana, o bar fica na rua Augusta, 520. A entrada vai custar R$ 5,00.

Nos siga no Google Notícias