ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 18º

Diversão

Cantores sertanejos acusam ativistas de atrapalhar show na Feirona

Helton Verão | 27/08/2013 15:25
Manifestação popular foi barrada por seguranças, acusa manifestantes  (foto: Mara Rojas)
Manifestação popular foi barrada por seguranças, acusa manifestantes (foto: Mara Rojas)

O cortejo de São Genésio, em homenagem aos 7 anos de existência do Teatro Imaginário Maracangalha, que gerou a polêmica na noite de domingo (25) na Feira Central, parece ainda não ter terminado. A dupla, que se apresentava no momento da tentativa de entrada dos manifestantes, Paulo Sérgio & Santiago, contou que o único pedido feito pelos seguranças na entrada, foi que esperassem para eles terminarem o show.

“As coisas não aconteceram da forma que eles contaram a reportagem de vocês. Estávamos fazendo show, quando ouvimos os batuques e gritos do lado de fora, eles queriam entrar para a manifestação. Não somos contra a manifestações, mas os seguranças apenas pediram para esperarem terminar o show”, conta o cantor Santiago.

De acordo com o cantor, a solicitação não foi atendida pelos manifestantes que adentraram a Feira Central. “Como eles não quiseram esperar, o pessoal da organização pediu para pararmos o som. Atrapalharam nosso trabalho, na temperatura que estava aquela noite parar, para eles passarem e depois voltar foi muito ruim. Fora que passaram olhando para gente como se fossemos vilões. Somos da cultura também, não precisavam daquilo”, ressaltou o cantor sertanejo.

Santiago comenta que se pedissem para um representante solicitar um espaço para eles subirem ao palco seriam atendidos, mas que foram praticamente expulsos do tablado. "Eu e meu parceiro, mais os cinco músicos todos tem família para criar, não podíamos ser desrespeitados e tratados como motivo da manifestação deles", finaliza Santiago.

Depois de muita discussão, batidas de tambores, e até citações da Constituição Federal, o cortejo entrou na Feira Central.

De acordo com os artistas do cortejo, eles seguiram seu rumo, sem atrapalhar o evento que estava sendo realizado na Feira Central.

Nos siga no Google Notícias