ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 27º

Diversão

Capital recebe espetáculo gratuito com o encanto do mito guató

Guadakan leva todos a uma reflexão sobre a importância da conservação do Pantanal

Thailla Torres | 15/08/2023 08:22
Concebido a partir de um mito Guató, Guadakan leva todos a uma reflexão sobre a importância da conservação do Pantanal.
Concebido a partir de um mito Guató, Guadakan leva todos a uma reflexão sobre a importância da conservação do Pantanal.

Campo Grande recebe novamente o espetáculo Guadakan, apresentado pela Cia de Dança do Pantanal, no dia 16 de agosto, durante abertura do fórum Pontes Pantaneiras: Conectando pessoas, cultura, biodiversidade e sustentabilidade. O evento, considerado o maior fórum nacional sobre a conservação e o uso sustentável do Pantanal, acontece entre os dias 16 e 18 de agosto, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande.

Guadakan é o último espetáculo produzido pelo Instituto Moinho Cultural Sul-Americano e foi apresentado pela primeira vez em dezembro de 2022, em Corumbá. Desde então, o espetáculo passa por adaptações e já saiu em turnê em Mato Grosso do Sul, onde foi apresentado em Campo Grande, Dourados e Ponta Porã, e também foi apresentado no Rio de Janeiro.

Concebido a partir de um mito Guató, Guadakan leva todos a uma reflexão sobre a importância da conservação do Pantanal, a maior planície alagáveis do mundo, e faz uma alerta sobre a urgência de ações em prol do bioma.

“Quando se quebram regras, punições serão proferidas. No presente, mais de 17 milhões de animais vertebrados foram mortos”, diz um trecho do espetáculo, que menciona os efeitos das queimadas históricas no bioma, no ano de 2021.

Um dos pontos altos do espetáculo é o duo das onças, quando os bailarinos da Cia de Dança do Pantanal encenam o encontro dos maiores felinos do continente americano.

“Por meio da arte e da dança contemporânea, trazemos a mensagem da urgência de ações de conservação do Pantanal e também a necessidade do uso responsável do bioma, que é fundamental não só para quem vive nele, mas para todos os demais biomas. Participar de um fórum que vai discutir justamente ações conservacionistas para o Pantanal reforça a nossa missão e o nosso desejo de lutar incansavelmente”, afirma a diretora executiva do Moinho Cultural, Márcia Rolon.

O espetáculo conta com a concepção cênica e direção geral de Márcia Rolon, arranjos e adaptação musical de Eduardo Martinelli, narração do mito por Arce Correia, coreografia de Chico Neller e figurinos de Luiz Gugliatto.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Pontes Pantaneiras

No fórum Pontes Pantaneiras, estarão integrados, em um único espaço, pecuaristas, pantaneiros, povos indígenas, acadêmicos, produtores culturais, agentes de turismo e representantes dos setores público, privado e terceiro setor de todo o País.

O evento é uma realização do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas, da Embrapa Pantanal, da University College London, do Smithsonian Institution e do ICMBio/CENAP, com o apoio da Embaixada dos Estados Unidos.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias