ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 26º

Diversão

Da Capital a São Paulo, grupo mostra força do hip hop na cena musical

Nesta semana, Lado Negro do Mapa lançou single 'Tornado' com mensagem sobre força coletiva

Por Jéssica Fernandes | 25/02/2024 09:02
De Campo Grande, grupo Lado Negro do Mapa é formado por quatro amigos. (Foto: Divulgação)
De Campo Grande, grupo Lado Negro do Mapa é formado por quatro amigos. (Foto: Divulgação)

A música e a paixão pelo rap uniram há muito tempo a turma de amigos que juntos são o rosto e a voz do ‘Lado Negro do Mapa’. Criado em 2019, o grupo de rap representa a música sul-mato-grossense em São Paulo. Com diversos trabalhos ‘correndo’ nas ruas, eles lançaram nesta semana mais um: ‘Tornado’.

Inspirado no filme ‘Hurricane’, o single surgiu a partir de uma reflexão sobre força, resiliência e união.  Composta e interpretada por GF Gahiji e Drop, Tornado traz um refrão poderoso: “Sempre será nois por nois, sente a voz, esse grito ecoa nos meus semelhantes".

A letra foi criada após os músicos assistirem o filme e serem capturados pelas cenas onde o personagem Rubin treina na cela lendo livros para se manter forte fisicamente e intelectualmente.

Veja o vídeo:

Além disso, a força coletiva e a união é outra mensagem que o single apresenta aos ouvintes. “A união vai além de simplesmente ajudar ou receber ajuda; é uma construção coletiva, uma jornada compartilhada em direção à resiliência e ao empoderamento”, afirma GF Gahiji.

Para Drop, a sonoridade da música precisava ser tão forte quanto sua mensagem. O resultado é uma fusão envolvente de palavras e batidas que ecoam a ‘necessidade urgente de união e fortalecimento mútuo’.

O coletivo e a união representam a história do Lado Negro do Mapa. O grupo de rap existe graças à parceria de Rebeca de Oliveira Queiroz, de 26 anos, Guilherme Felipe Gomes do Santos (GF Gahiji), de 28 anos, Henrique Chimenes (Noah), de 25 anos e Pedro Vasciaveo de Oliveira (DROP), de 36 anos.

Desde 2019, os músicos criaram o grupo com o objetivo de juntos realizarem o sonho em comum de somar com a cena do hip hop brasileiro. Os rappers criaram seu próprio espaço em Campo Grande cantando rap até que enfrentaram um período de hiato durante a pandemia.

Já em 2021, GF Gahiji e Rebeca Queiroz foram a São Paulo para a gravação de um projeto ao vivo. Na época, os dois decidiram permanecer mais tempo na cidade porque queriam aprimorar suas habilidades e criar novas oportunidades.

Ainda com o grupo dividido entre São Paulo e Campo Grande, o Lado Negro do Mapa voltou em novembro de 2023 com o single ‘Vai Cair’. O retorno também marcou a mudança dos demais integrantes do grupo para o estado.

Agora, todos eles moram juntos no mesmo apartamento onde vivem essa nova fase de trabalho em busca da consolidação no mercado musical. “A vivência em São Paulo tem sido uma experiência produtiva. Temos feito muitos contatos com outros artistas e pessoas, criando oportunidades e colaborações, enquanto buscamos fazer parte da cena”, afirma Rebeca.

Apesar dos desafios que aparecem nessa nova casa longe de Mato Grosso do Sul, o objetivo em comum e a fé no rap é o que move o quarteto.

“A cena musical de São Paulo é enorme, nem consigo mensurar direito, mas ao mesmo tempo sinto um certo ‘clubismo’ por parte das pessoas que moram no mesmo eixo. É muito diferente pra gente que sai do nosso Estado e vem construir nossos sonhos aqui, porém seguimos firmes e trabalhando muito”, destaca GF Gahiji

Desde novembro, os músicos lançaram seis singles e o sétimo irá sair no dia 29 de fevereiro. Quem quiser acompanhar o trabalho do grupo, o perfil no Instagram é @ladonegrodomapa

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias