ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  17    CAMPO GRANDE 30º

Diversão

Novidade do Google mostra evolução de Campo Grande desde 1984

Google Earth Timelapse mostra as mudanças demográficas de todas as cidades de MS desde 1984

Por Lucas Mamédio | 17/04/2021 08:16
Retrato por satélite de Campo Grande em 1984 pela ferramenta do Google (Foto: Reprodução)
Retrato por satélite de Campo Grande em 1984 pela ferramenta do Google (Foto: Reprodução)

O Google acaba de lançar o recurso Timelapse 3D, que mostra o desenvolvimento demográfico de várias cidades pelo mundo desde 1984. Segundo o comunicado da empresa, esta é a maior adição para o Google Earth desde o ano de 2017. Mais de 24 milhões de imagens mostram as mudanças da Terra desde a década de 80. A gigante de tecnologia se uniu com a CREATE Lab da Carnegie Mellon University, no Estados Unidos, para desenvolver a tecnologia.

Em Mato Grosso do Sul, dá pra ver absolutamente todas os municípios, desde Figueirão – última a se emancipar – até Campo Grande, capital e maior cidade do estado.

Emerson Pereira, de 43 anos, vive na Capital desde a década de 80. Viu, assim como o Google mostra agora, o desenvolvimento da cidade, só que de baixo. "Onde moro, no Taquarussu, é bem diferente. Mesmo perto do Centro, era puro mato, assim como vários outros lugares", diz Emerson com propriedade de quem vendeu salgado por quase toda a Campo Grande.

Os últimos 37 anos, na ferramente, são compilados em um único timelapse, que revela tudo o que foi alterado ao longo desse meio tempo. “Agora, qualquer pessoa pode observar o desenrolar dos anos e testemunhar quase quatro décadas de mudanças planetárias”, informa Rebecca Moore, diretora do Google Earth, Earth Engine & Outreach.

Você pode ter acesso a novidade clicando na página oficial.

Veja o vídeo de lançamento da ferramenta a seguir.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário