A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

08/08/2019 21:55

Para ver Marcos e Belutti, 5 mil pessoas passam pelo 1º dia de Festival do Sobá

Com Robô Samurai de 2 metros e promoção de sobá mini por R$ 12, a comemoração começou nesta quinta-feira e vai até domingo.

Adriano Fernandes e Kimberly Teodoro
Com Robô Samurai de 2 metros e promoção de sobá mini por R$ 12, a comemoração começou nesta quinta-feira e vai até domingo (Foto: Kísie Ainoã)Com Robô Samurai de 2 metros e promoção de sobá mini por R$ 12, a comemoração começou nesta quinta-feira e vai até domingo (Foto: Kísie Ainoã)

Tradicional na cidade, a 14ª edição do Festival do Sobá começou esta noite (08), atraindo muitas famílias e mudando um pouco da rotina no endereço “queridinho” entre os campo-grandenses. Em meio ao vai e vem, cerca de 5 mil pessoas passaram pela feira central durante para ver show da dupla Marcos e Belutti, segundo a Guarda Municipal.

Recém chegados a Campo Grande, o militar Alessandro Gomes Costa, de 34 anos, e a esposa, Giuvanete Chagas, de 35, aproveitaram o festival para conhecer a feira e o famoso prato sul-mato-grossense com os dois filhos de 7 e 2 anos. O casal se mudou para a cidade este ano e aprovou não só a organização, como os “sabores” do evento.

"Aproveitei para experimentar o sobá, que eu não conhecia. A comida está muito boa, a organização. Acho que Campo Grande é muito organizada quanto a questão dos eventos e devemos voltar no sábado”, comentou. Alessandro é de Natal e a esposa, mineira e fã da dupla sertaneja que era a principal atração da noite.

“Só vamos ver se eles aguentam ficar até o final”, brincou ao comentar sobre os filhos.

 

Sobá mini está em promoção por R$ 12 (Foto: Kísie Ainoã)Sobá mini está em promoção por R$ 12 (Foto: Kísie Ainoã)
Alessandro e Giuvanete chegaram este ano e Campo Grande e aproveitaram o festival para conhecer a Feira (Foto: Kísie Ainoã)Alessandro e Giuvanete chegaram este ano e Campo Grande e aproveitaram o festival para conhecer a Feira (Foto: Kísie Ainoã)
Edson é frequentador da Feira Central, desta vez a atração foi o Robô Samurai (Foto: Kísie Ainoã)Edson é frequentador da Feira Central, desta vez a atração foi o Robô Samurai (Foto: Kísie Ainoã)

“A gente sempre vem no festival, mas na verdade todas as quintas estamos aqui. É o programa da família”, comenta o frequentador assíduo da feira, o médico Edson Shiguel Kawanami, de 59 anos, que passa pelo endereço sempre às quintas-feiras com a família. Esta noite em especial, a ida ao evento foi para matar a curiosidade da filha, Lorena, de 6 anos.

“Quero ver se ele é mesmo gigante”, comentou a pequena, enquanto aguardava ansiosa a aparição do Robô Samurai, com cerca de 2 metros de altura.

Por outro lado a dona de casa Roseane da Costa, de 40 anos, e o marido André Ricardo, de 41, foram mesmo ao local por conta do show como em todos os anos.“Ainda achei bem parado, por enquanto. Viemos mais pelo show porque na feira a gente vem curtir ela sempre, é rotineiro”, pontua.

Além de música, o festival conta com workshops de culinária, decoração, bonsai, produtos para o público geek e concurso de cosplay. Há exposições de orquídeas e flores com valores de R$ 8,00 até R$ 80,00. O sobá também está em promoção por R$ 12,00 em algumas barracas.

Robô Samurai fez a alegria das crianças (Foto: Kísie Ainoã)Robô Samurai fez a alegria das crianças (Foto: Kísie Ainoã)
André e Roseane foram especialmente pelo show do Marcos e Belutti (Foto: Kísie Ainoã) André e Roseane foram especialmente pelo show do Marcos e Belutti (Foto: Kísie Ainoã)

A Casa Santine, também está com estande vendendo chaveiros, copos por R$ 10 e uma rifa de R$ 2,00 pra ajudar a construir a sua sede. O projeto acolhe LGBT´s que foram expulsos de casa pela família e em situação de alta vulnerabilidade.

No domingo a festa encerra com The Fevers, às 21h, também com entrada gratuita. A viagem no tempo inclui a clássica “Mar de rosas”, “Vem me ajudar” e “Pra cima, pra baixo”, além de versões de “Hey Jude”, “É preciso saber viver” e “Eu nasci há dez mil anos atrás”.

A Feira Central reúne mais de 300 empresas entre restaurantes, lojas de varejo e bancas de doces artesanais, salgados e hortifrúti. Os horários de funcionamento são de quarta à sexta, a partir das 16h, e sábados e domingos a partir de meio dia. Ela está instalada no complexo da antiga estação ferroviária, com entrada pela Rua 14 de Julho ou pela esplanada da estação ferroviária, no início da Avenida Calógeras, centro da cidade.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Casa Santine está vendendo itens para arrecadar dinheiro (Foto: Kísie Aionã)Casa Santine está vendendo itens para arrecadar dinheiro (Foto: Kísie Aionã)
Entre quem passou só para comer e quem foi para o show, foram cerca de 5 mil pessoas na Feira Central (Foto: Kísie Ainoã)Entre quem passou só para comer e quem foi para o show, foram cerca de 5 mil pessoas na Feira Central (Foto: Kísie Ainoã)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.