ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 23º

Diversão

Prefeituras fecham pacote e padronizam Carnaval no interior

Por Ângela Kempfer | 07/02/2012 12:22
Tchakabum estará em 3 cidades de MS.
Tchakabum estará em 3 cidades de MS.

Dourados, Bataguassu, Corumbá e Ladário fecharam pacote e terão as mesmas atrações nacionais este ano durante o Carnaval. Pelos palcos de Mato Grosso do Sul vão estar Tchakabum, Adriana Ribeiro (ex – Adriana e a rapaziada), Salgadinho (ex – Katinguelê) e o ex vocalista do Exaltasamba, Chrigor.

Pela proximidade, Corumbá e Ladário dividiram o pacote e enquanto a primeira vai apresentar Tchakabum e Adriana Ribeiro, a segunda terá Salgadinho e Chrigor.

A “coincidência” ocorre porque o mesmo contratante em Mato Grosso do Sul ofereceu o pacotão as prefeituras que aceitaram a quase padronização.

A vantagem é a distância entre os municípios, o que vai impedir que os foliões tenham os mesmos shows como opção na região.

O vocalista do Tchakabum, Marcelo Menezes, conta que há anos o grupo busca essa estratégia para o Carnaval, para amenizar a rotina “pauleira” desta época do ano. “Como as distâncias são menores, não precisamos pegar tantos voos”.

Isso também significa economia para quem contrata. Ao invés de bancar sozinhas despesas de passagens de ida e volta de avião para 20 integrantes do grupo, as prefeituras racham apenas dois deslocamentos aéreos e o resto é feito por terra. “Vamos de van ou ônibus. Acaba ficando mais barato”.

Chrigor estará em Ladário, Bataguassu e Dourados, assim como...
Chrigor estará em Ladário, Bataguassu e Dourados, assim como...
Salgadinho.
Salgadinho.

Mas apesar do pacotão, o cachê continua o mesmo. “São 50 mil por município em época de Carnaval. Dobra o valor e não tem como ser diferente”, diz Marcelo.

Adriana, Chrigor e Salgadinho têm o mesmo empresário, o que incluiu os três no bolo de shows pelos municípios de Mato Grosso do Sul entre os dias 17 e 21 de fevereiro. No caso deles, a negociação para baratear o cachê foi possível.

“Há anos fechamos shows aí, faço um preço diferenciado por isso”, explica o empresário Ricardo Francisco, apesar de não informar de quanto é o desconto.

“O custo para uma prefeitura trazer um grande show desses seria de 180 mil, mas com as parcerias é possível baratear bastente”, defende o produtor Rodnilson Rodrigues da Costa.

Responsável pela venda dos pacotes artísticos do Carnaval nas 4 cidades, ele cita o exemplo da redução no custo com as passagens. “Só do Tchakabum, por exemplo, são 18 integrantes que teriam de pagar R$ 1.3 mil por os voos de ida e volta para Salvador, onde vão estar na sexta de Carnaval. Isso é caríssimo. Como aqui vão se locomover de van, isso acaba diminuindo os gastos”.

Em Ladário, a presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Miriam Teixeira Buzollo, confirma a redução de custos como ponto positivo do pacotão de atrações.

Os cachês não têm redução significativa, mas a parceira com a prefeitura de Corumbá garantiu gastos menores com despesas como alimentação, hotel e locomoção. “As duas dividem esses custos e assim conseguimos oferecer shows nacionais de qualidade”, argumenta.

Adriana é outra atração do pacote.
Adriana é outra atração do pacote.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário