A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020

17/01/2020 09:12

Vem coisa inédita no Carnaval e já tem cidade planejando folia na orla de rio

Em 2019, vários municípios deixaram de realizar a festa, para investir recurso da cultura em outras áreas

Danielle Valentim
Folia em Porto Murtinho deve acontecer no mesmo molde do Réveillon, na Orla do Rio Paraguai. Folia em Porto Murtinho deve acontecer no mesmo molde do Réveillon, na Orla do Rio Paraguai.

Depois da desistência, praticamente, em massa de prefeituras do interior em realizar o Carnaval no ano passado, 2020 promete ser diferente, ao menos com alguns eventos inéditos. Porto Murtinho, por exemplo, promete repetir a estrutura do Réveillon e pela primeira vez fazer a folia, na Orla do Rio Paraguai.

O prefeito de Porto Murtinho, Derley Delevatti, explicou ao Lado B que o município não realiza a festa há dois anos. Porém, depois do sucesso no Réveillon na orla, a intenção é que se retome a folia.

“Estamos orçando os gastos e na segunda-feira (20) vamos confirmar o evento e quais shows acontecerão. Esse será um Carnaval inédito. Nunca houve à beira do Rio Paraguai”, explica.

Corumbá é destino certo no Carnaval. A folia mais famosa do Estado e uma das maiores do Brasil, se concentra nas ruas Frei Mariano, Delamare, Arthur Mangabeira, XV de Novembro, Major Gama e Avenida General Rondon, entre os dias 21 a 25 de fevereiro.

Diferente do ano passado, quando a festa foi cancelada, Paranaíba, que é dona de uma das mais tradicionais folias, voltou com tudo. O município decidiu embalar a galera com a nostalgia de bandas e duplas que foram sucesso entre 2009 e 2010. Banda Djavu e Erik e Léo, com o hit “Locutor” já estão confirmados.

O Costa Folia 2020 foi confirmado pelo prefeito, Waldeli dos Santos Rosa. Organizado pela prefeitura municipal em parceria com empresas, a festa acontecerá no Centro de Eventos Ramez Tebet como em outros anos. “As atrações ainda não foram confirmadas”, garantiu.

O tradicional Rochedo Folia volta com tudo e acontece nos dias 22, 23, 24 e 25. O Carnaval ainda conta com matinês nos dias 23 e 25. O diretor de esportes e um dos organizadores Reynaldo Ortiz, ressalta que a entrada é franca. 

O prefeito de Rio Verde de MT, Mário Kruger, disse ao Lado B que aguarda recurso do Ministério de Turismo. Mas reitera que os balneários realizam as folias todos os anos.

“Prometeram nos enviar na quarta-feira, mas até agora nada. Mas independentemente, do recurso, a prefeitura deve abrir um edital para empresas que quiserem realizar a festa”, pontua.

Há anos, o Carnaval de rua de Campo Grande é comandado pelos principais blocos, Capivara Blasé e Cordão Valu. Até agora, os organizadores não contam com patrocinadores da iniciativa privada. O Carnaval na Capital Morena terá programação agitada com vários blocos que se dividem em pontos da cidade, mas, principalmente, na Esplanada Ferroviária.

Em Terenos, o Carnaval de rua não deve acontecer. O prefeito Sebastião Donizete Barraco afirmou que o município até estudou a opção e verificou orçamentos, mas provavelmente, deve ser cancelada como em 2019.

Coxim também não realizará festa de Carnaval, mas o cancelamento não está ligado, necessariamente, às finanças. O prefeito explica que é pela falta da tradição, mesmo. “Estamos priorizando outras áreas”, frisou. Ele garante que a cidade tem outros eventos tradicionais, como a Festa do Divino e Festa dos Nordestinos, que ocorrem ao longo do ano.

Em Bonito, que teve a folia cancelada, em 2019, após os moradores optarem pela compra de uma ambulância, o município ainda está analisando os prós e contras. Ao Lado B, o secretário de Turismo, Augusto Mariano, ressaltou que Bonito é um destino de ecoturismo e aventura e não de Carnaval.

“Diferente de Corumbá, que tem a festa tradicional e leva pessoas de vários estados, Bonito tem outro foco. Mesmo assim, estamos analisando a possibilidade de fazer. O Carnaval atende mais a população local, então, qualquer campanha com relação ao Carnaval reflete pouco nos turistas. Mas é claro, que a prefeitura incentiva que a iniciativa privada faça o Carnaval”, pontua.

A ambulância para remoção de pacientes foi entregue ao município em agosto de 2019. Como foi adquirida com recursos do turismo, o veículo fica à disposição do Balneário Municipal. “É claro, que se houver a necessidade de um atendimento urgente ou de um transporte pela vaga zero, o veículo também é usado”, pontua.

O secretário pontuou ainda que Carnaval não é só banda, som, palco e iluminação. “Temos que fazer reforço na segurança, pedir policiamento ao Governo, reforçar a limpeza. Vem a pressão muito grande sobre a utilização da água e energia. Quadruplicamos a produção do lixo, que hoje é transportado para um aterro de jardim”, finaliza.

Em Bodoquena, a festa ainda não foi confirmada, mas a cidade está em fase de orçamentos.

O Lado B tentou contato com prefeitos de cidades com festas tradicionais, como Fátima do Sul, Inocência, Ivinhema, Ladário, Miranda, Nioaque, Rochedo, Água Clara, Dois Irmãos do Buriti, mas não obteve retorno. 

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2020 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.