A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

05/01/2017 23:13

Vendedores de loja criam paródia e bombam com apoio de estrela do Youtube

Nyelder Rodrigues
Hit Vou pra lá comprar é criação de vendedor de loja do Bosque dos Ipês (Foto: Reprodução)Hit "Vou pra lá comprar" é criação de vendedor de loja do Bosque dos Ipês (Foto: Reprodução)

Uma ideia, vontade de "tirá-la da caixa" e, claro, aprovação da chefia. E assim surge em Campo Grande o vídeo que vem bombando nas redes sociais desde ontem (4). Vendedores do Magazine Luiza criaram uma paródia de Gangnam Style, do coreano Psy, promovendo a liquidação da loja e de tão engraçado, o clipe ganhou comentários Brasil afora.

"Tentando cair a ficha", diz o criador da paródia "Vou pra lá comprar", Leandro Stefanini da Silva, que é vendedor líder - o mesmo que chefe de vendas - da loja Magazine Luiza, do Shopping Bosque dos Ipês.

E não é para menos. São 120 mil visualizações, além de 1 mil compartilhamentos e 433 comentários apenas na página do youtuber Whindersson Nunes no Facebook, o campeão em números de inscritos no país. Além disso, o conteúdo foi postado pela página de humor Sensacionalista, aumentado ainda mais a repercussão.

"A gente faz as coisas mas não espera o que pode acontecer. Desde que a empresa liberou, comecei a criar. No início as pessoas ficaram com um pé atrás, falaram que iam passar vergonha, pagar mico, mas depois foram gostando", comenta Leandro.

O refrão "Opa gangnam style, gangnam style" foi substituído pelo "vou pra lá comprar, aproveitar". Mas não foi só isso. "Pensamos em uma música com melodia bem chiclete e criamos uma letra em cima. Aí só foi produzir e colocar no ar", diz o criador, que usa a fanpage da loja em que trabalha para iniciar a divulgação.

A ideia dos vídeos nasceu ano passado, e sete já tinham sido feitos antes do oitavo bombar. "O Whindersson postou na página dele, comecei a receber ligações de outras lojas pedindo para usar nas fanpages deles também e quando vi tudo já estava fora de controle", revela Silva, que postou seu primeiro vídeo em julho de 2016, mas sem nenhum sucesso até então.

"Você é uma pessoa 'normal' e faz algo que dá certo, fica feliz, mas meio perdido. Nos comentários tem muita coisa positiva, tem um pouco de críticas também, mas nada que faça a gente desistir", diz Stefanini, que trabalha há cerca de quatro anos na Magazine Luiza e agora é uma das estrelas do vídeo.

Vídeo bombou e conseguiu centenas de milhares de visualizações (Foto: Reprodução)Vídeo bombou e conseguiu centenas de milhares de visualizações (Foto: Reprodução)

Efeito esperado - E toda a repercussão que a paródia ganhou, justamente na véspera de uma grande liquidação, faz com que o vendedor espere de imediato um efeito positivo: mais vendas. "Se Deus quiser e que tudo isso se transforme em venda para nós".

Os outros vídeos criados por Leandro e colegas de trabalho, e que não fizeram tanto sucesso como este, podem ser visualizados no perfil criado por ele no YouTube (clique no link para acessar) para reuni-los em um lugar só.

Com 26 anos, o próximo passo de Leandro, como alguns podem pensar, não é se arriscar na carreira humorística. De pés no chão, ele pretende seguir com os vídeos, mas promovendo a loja e as vendas. "Vi uma oportunidade de aumentar vendas e a imagem com empresa. Vai ser bom para ela e para todos que participam".

Leandro ainda conta que o fazer o primeiro vídeo foi cansativo, e que ficou longe do que ele esperava. "Mas conversando com a psicóloga da equipe, ela disse que eu tinha capacidade para fazer algo melhor, então fiz outro, mais curto, uma brincadeira. Foi quando me surpreendi com a resposta positiva autorizando ele ser postado".

Daí em diante, os clientes que seguem a fanpage da loja foram comentando os vídeos, os amigos de trabalho passaram a ajudar na produção e o "negócio" foi crescendo. "É como a chefia falou, só está dando certo porque somos nós, funcionários, que estamos fazendo. O cliente não quer só o clássico, quer uma coisa diferente".

De acordo com Leandro, a Magazine Luiza incentiva que os funcionários inovem e cresçam na carreira, o que ajudou muito na criação dos vídeos que acabaram resultado no viral que ganha as redes sociais agora. "A empresa prega que você consiga fazer algo diferente, usar isso ao seu favor e da empresa. Tem que ser mais humano, deixar o cliente mais à vontade".

Natural de Osvaldo Cruz (SP), Leandro começou a trabalhar como vendedor na Magazine Luiza em Presidente Prudente (SP), onde conheceu a esposa. Por causa do casamento, ele pediu transferência para Campo Grande. Hoje vendedor líder, ele também almeja entrar no processo para ser gerente.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.