ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 39º

Diversão

A 40 km da Capital, de moto ou bike, trilhas de Cerro Corá impressionam

Seja de bicicleta ou moto, as trilhas do Cerro Corá, em Sidrolância impressionam pela beleza e diversidade

Por Lucas Mamédio | 28/06/2021 08:37
Membros do Os Parças Pedal Clube durante trilha neste sábado (26) (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube)
Membros do Os Parças Pedal Clube durante trilha neste sábado (26) (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube)

A apenas 45 quilômetros de Campo Grande, a região do Cerro Corá, em Sidrolância, é um ótimo destino para ciclistas e motociclistas fazerem trilhas. Um lugar lindo, com paisagens exuberantes e que impõem vários desafios a quem se propõe a passar por lá.

O grupo de ciclistas os Os Parças Pedal Clube, de Campo Grande, que faz trilhas por vários locais em torno de Campo Grande, esteve no Cerro Corá este final de semana e conta

O percurso dentro do local é de aproximadamente 30 quilômetros, com serras, descidas, subidas, areião, pedras e paisagens deslumbrantes.

Ciclistas em um dos trechos da trilha do Cerro Corá, em Sidrolândia (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube
Ciclistas em um dos trechos da trilha do Cerro Corá, em Sidrolândia (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube
São aproximadamente 35 km de pedalada (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube)
São aproximadamente 35 km de pedalada (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube)

Ponto de entrada, logo após o famoso Bolicho Seco, à direita. Importante ressaltar a presença de animais (gado) durante o trajeto e salientar a importância dos cuidados necessários. Não é um pedal para iniciantes.

“Fim do trajeto já é praticamente em Sidrolândia”, conta Luiz Acosta, um dos integrantes do grupo.

Tem também a opção de fazer opercurso ao contrário. “Fomos até o Bolicho Seco de carro e de lá seguimos de bike. Também tem a opção de fazer saindo de Campo Grande com bike e voltar. Mas aí é mais pesado ainda”, explica Luiz, que conta que daria uma média de 130 a 140 quilômetros, ida e volta.

A região tem serras, descidas, subidas, areião, pedras e paisagens deslumbrantes (Foto: Divulgação)
A região tem serras, descidas, subidas, areião, pedras e paisagens deslumbrantes (Foto: Divulgação)
Ipê rosa na trilha do Cerro Corá (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube)
Ipê rosa na trilha do Cerro Corá (Foto: Divulgação/Os Parças Pedal Clube)

É preciso realmente o auxílio de quem já conhece a região. “Não tem sinalização específica. O ideal é ir acompanhado de uma pessoa que já conheça o trajeto.Foi o que fiz. Fui com um pessoal e depois levei somente o meu grupo”, completa Luiz.

Confira o Instagram de Os Parças Pedal Clube.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Veja o vídeo de parte do trajeto:


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário