A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

02/04/2018 08:18

Baile em dia de lua cheia surge para mostrar que bolero não é coisa do passado

Thailla Torres
Baile coloca todo glamour do bolero na pista de dança. (Foto: Thailla Torres)Baile coloca todo glamour do bolero na pista de dança. (Foto: Thailla Torres)

Os mais diferentes gêneros da dança de salão tocam no baile para agradar qualquer convidado, mas pelo nome, a noite revela que o bolero é o protagonista do evento, realizado uma vez por mês em uma escola da dança no Jardim dos Estados. 

O "Bolero da Lua Cheia", é uma iniciativa que veio para somar conhecimento sobre a dança, diz o professor Fábio Simones, de 36 anos. "Surgiu para fomentar o bolero e mostrar que ele não é do passado. Todos os estilos se você pensar tem bolero, ele é a fonte da dança de salão e o objetivo é mostrar o quanto bolero também faz parte da modernidade", explica.

Porque na lua cheia? A misticidade do professor explica. "Porque é mágico e místico. A lua cheia remete a plenitude e o bolero é a plenitude da dança de salão".

Grupos de amigas que foram ao baile pela primeira vez. Grupos de amigas que foram ao baile pela primeira vez.

A noite começa com uma aula de meia hora sobre o ritmo, principalmente, com objetivo de deixar os baileiros de primeira viagem à vontades. Depois vem o bailinho prático, em outra sala, com direito a iluminação especial e gente por todos os lados dispostos a se jogar na dança. "A gente  desenvolve dessa forma porque 90% da dança é de prática e amadurecimento".

Apaixonado pelo bolero, Fabio escolheu disseminar o ritmo pela cidade com intuito de quebrar paradigmas e fazer com que mais pessoas se envolvam com dança como entretenimento e qualidade de vida. "Sou do bolero porque ele é poesia, comunicação e paixão. O que move o bolero é sentimento, com ele na dança você conversa de boca fechada com a pessoa e assim ele faz você se entender".

Em pleno sábado, o grupo de amigas que já tem experiência com a dança resolveu provar do Bolero da Lua Cheia. "Pra mim, entre a dança e a música, é um dos ritmos mais bonitos. Já fui de dançar muito e até hoje gosto", diz Cleide entre as amigas, na maioria viúvas , que aproveitam da dança para ter uma vida diferente, renovada.

Jurema Dias, de 61 anos, tem até personal duas vezes na semana para acompanhá-la nos bailes da cidade. "Eu danço toda terça e quinta. Bolero e polca paraguaia são meus ritmos preferidos. Pra gente que é viúva, é muito bom dançar com um rapaz bonito, cheiroso e, principalmente educado, que nos acompanha na dança com muito respeito".

Casal que todo fim de semana dá show na pista de dança junto,Casal que todo fim de semana dá show na pista de dança junto,

O baile agradou também ao casal Leo Ramalho, de 62 anos, e Sandra Ramalho, de 54, que todo fim de semana encaram o bolero. "Ele [bolero] é a curtição dos passos. Toda vez que a gente dança, volta pra casa renovado. Eu falo que todo casal tinha que se permitir em curtir junto o bolero", diz Leo.

Morando na frente da escola de dança, mas sem nunca ter experimentado o bolero, Rosely Oliveira, de 55 anos, foi tentar pela primeira vez a pista. "É um misto de ansiedade com vontade de fazer certo. Mas aos pouquinhos a gente vai se soltando", diz. 

Os bailes terão mais duas edições até julho, quando Fábio vai realizar um workshop de bolero. "Eu quero que o público de Campo Grande tenha uma aproximação com o bolero porque muita gente ainda não conhece", justifica. 

O próximo baile vai ser realizado no dia 5 de maio, às 21h na Harmonia Escola de Dança que fica na Rua Bahia, 963. Jardim dos Estados. Informações no telefone (67) 9242-9851. 

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

O próximo baile será no dia 5 de maio. O próximo baile será no dia 5 de maio.
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.