A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

31/05/2018 08:25

Com dança, relaxamento e dieta, projeto é apoio gratuito às gestantes

Thailla Torres
Renata entrou no 9º mês de gestação e tem relaxado com a dança. (Foto: Fernando Antunes)Renata entrou no 9º mês de gestação e tem relaxado com a dança. (Foto: Fernando Antunes)

A auxiliar administrativa Renata Sandim, de 27 anos, entrou no 9º mês de gestação. Dores e contrações têm sido os sinais de que o primeiro filho está a caminho. Um misto de felicidade e nervosismo que faz a gestante buscar ajuda profissional para relaxar o corpo e se preparar para o dia especial.

Por isso ela participa do projeto Bem Gestar, realizado gratuitamente na clínica escola da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) que oferece atendimento durante toda gestação e também após o nascimento do bebê para que as mães tenham uma vida saudável.

Patrícia foi tirar as primeiras dúvidas ao descobrir gravidez. (Foto: Fernando Antunes)Patrícia foi tirar as primeiras dúvidas ao descobrir gravidez. (Foto: Fernando Antunes)

Um projeto de extensão multidisciplinar dos cursos de Nutrição, Fisioterapia e Enfermagem. Basta ligar e ir até o local para dar início ao acompanhamento. No primeiro instante, as mães com experiência ou de primeira viagem recebem todas as informações sobre a gravidez.

Aos 29 anos, Patrícia Braga, espera o primeiro filho e soube pela internet do projeto. Foi até a clínica tirar dúvidas e descobriu atividades que vão dar suporte para lidar com as transformações do corpo. "A gente tem medo das dores, das mudanças e não sabe muito bem como fazer. E o mais interessante são as aulas".

Na unidade as mamães recebem todo acompanhamento nutricional. "Aqui vamos acompanhar a rotina alimentar dela, com uma prescrição individual e acompanhamento de peso. Priorizando uma alimentação saudável e com nutrientes para ele e o bebê", explica a fisioterapeuta e coordenadora do projeto Márcia Rotta.

Em dois momentos, há também oficinas funcionais de receitas para as mães fazerem em casa. "A nutricionista ensina uma receita doce e outra salgada, com bastante fibra, um carboidrato de digestão mais lenta e com o necessário para trazer bem-estar".

Na parte de Enfermagem, é feito um acompanhamento pré-natal e também há uma unidade básica de saúde que viabiliza exames como hemograma completo e urina em caso de necessidade. "Mesmo que a mãe já faça o pré-natal numa rede pública ou particular, ela pode participar do projeto".

Izabel tem superado as dores com a dança. (Foto: Fernando Antunes)Izabel tem superado as dores com a dança. (Foto: Fernando Antunes)

Há também cursos sobre os cuidados com recém nascido, o primeiro banho, musculatura do assoalho pélvico e conforto gestacional. Para aliviar a tensão, um dos momentos mais esperados pelas mães é a "Dança mamãe bebê" que trabalha a musculatura e o relaxamento atrávés dança, antes do nascimento.

Izabel Fiochesatto, de 32 anos, está no primeiro mês de gestação e já sente os desconfortos com o crescimento da barriga. "As dores vão evoluindo, elas não diminuem. Mas com a dança é um alívio. Sou uma grávida que tem insônia e quando danço, consigo até dormir", conta.

A dança é um processo de relaxamento e mobilização da pélvis para facilitar o trabalho de parto, explica a enfermeira Eliny Salazat. "Para que ela tenha fortalecimento no parto, embora a mãe não queira fazer o parto natural, os exercícios também são indicados para quem vai fazer cesárea e assim sentir menos dores durante o período de recuperação", detalha.

Com canções de ninar, é também um momento de oferecer uma conexão entre mãe e bebê. "A gente dança como se estivesse embalando, usando tecidos que promovem um relaxamento, faz diminuir edema, melhora a circulação e trabalha também a respiração".

Para Renata, ansiosa para ver o filho, é um forma de compreender que é preciso esperar mais um pouco. "Vai chegando perto e a gente quer que nasce logo. Mas é preciso respirar e relaxar para que ele chegue no momento certo".

Quem quiser participar do projeto, as atividades acontecem toda terça e quinta das 15h às 17h. E na sexta-feira das 7h30 às 9h30. O atendimento é gratuito. Informações pelos telefones (67) 3312-3705 ou 98401-4136.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

 

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.