A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

07/07/2019 08:01

No desespero, mães preparam lista "salva vidas" para licença maternidade

Tudo parece loucura nos primeiros meses após o nascimento do bebê, mas as mamães não desanimam e zelam pela aparência

Alana Portela
Daienny Lima fazendo extensão de cílios de uma cliente (Foto: Arquivo pessoal)Daienny Lima fazendo extensão de cílios de uma cliente (Foto: Arquivo pessoal)

Os primeiros meses após o nascimento do bebê são puxados e podem ser desesperadores. Mas mãe já nasceu esperta e consegue preparar uma lista “salva vidas” para o período de licença maternidade. Sem sair de casa, elas contratam serviços domiciliares e mantém as unhas, sobrancelhas, cabelos e até o carro brilhando.

A arquiteta e publicitária Raína de Alencar é mãe do João de quatro meses e busca por serviços domiciliares por conta da comodidade. Em sua casa, ela chama designer de sobrancelha e manicure, mas lembra que não é apenas beleza que está em jogo. “Se arrumar não é só questão de estética. Tenho de estar bem para cuidar dele. Antes a preocupação era com o bem-estar do bebê, porém, tenho que cuidar de mim. Vai acumulando tantas coisas, cansaço, sono, alimentação”, diz.

O filho também agradece. “Não dá para levar criança no salão, pois não é um ambiente legal. Já em casa não o tira do conforto dele, mama enquanto realizo o serviço. É uma mão na roda”.

Raína de Alencar segurando o filho João no colo (Foto: Arquivo pessoal)Raína de Alencar segurando o filho João no colo (Foto: Arquivo pessoal)
Thaís Pompeo com a filha Clara nos braços (Foto: Arquivo pessoal)Thaís Pompeo com a filha Clara nos braços (Foto: Arquivo pessoal)

Além dos atendimentos, ela compra produtos pela internet e isso à ajuda a ficar em casa cuidando do filho. “Compro roupa, carrinho, pesquiso bastante. No final da gestação e após o nascimento não consegui sair na rua. Não tem muita escolha, a demanda com a criança é grande, nos dedicamos mais a ela do que a gente”.

Renata Dias é costureira e nos últimos cinco meses se dedica à pequena Aiyra. É sua primeira filha, tudo é novidade e para vencer esse período pegou a agendinha e ligou para profissionais de aconselhamento de amamentação, manicure, designer de sobrancelha e assim por diante. “É como se fosse um salva vidas, resolve problemas de muita gente”.

“Contrato o que tiver, o que a gente precisa. É uma loucura, mas a gente dá conta da parte física e psicológica. Se sente bem e isso te deixa com a cabeça mais tranquila, dá mais paciência. Faço sobrancelha duas vezes ao mês, tenho menos tempo para me cuidar, e a sobrancelha, quando faço, não me deixa tão ruim”, fala.

Renata Dias olhando para a filha Aiyra de cinco meses  (Foto: Arquivo pessoal)Renata Dias olhando para a filha Aiyra de cinco meses (Foto: Arquivo pessoal)

Mães e fornecedoras - Em Campo Grande ainda é difícil encontrar profissionais que se disponibilizam a ir até às residências. Por isso, algumas mães se sensibilizaram pela causa e resolveram empreender para ajudar, como a autônoma Laís Camargo. “Tenho uma loja de fraldas ecológicas e atendo as mães em casa. Isso ocorre há três anos, pois senti essa falta e passei a facilitar. Elas compram através das redes sociais e fazemos a entrega”, disse.

Ela vende ainda colares de âmbar. “É feito de uma resina vegetal natural e é usada para aliviar as dores do nascimento dos dentinhos. Tem analgésico e anti-inflamatório natural. Só mãe para entender, pois é um mercado diferente, afetivo e amoroso”, destaca.

Renata amamentando a filha e cuidando das sobrancelhas ao mesmo tempo (Foto: Arquivo pessoal)Renata amamentando a filha e cuidando das sobrancelhas ao mesmo tempo (Foto: Arquivo pessoal)
Daienny Lima durante o atendimento, realizando técnicas de designer de sobrancelha (Foto: Arquivo pessoal)Daienny Lima durante o atendimento, realizando técnicas de designer de sobrancelha (Foto: Arquivo pessoal)

Daienny Lima é designer de sobrancelha e trabalha também com extensão de cílios. Ela começou a atender em domicílio  com foco principal nas mamães. “A maioria das mães empreende por conta disso, além da necessidade de cuidados tem a atenção que os bebês precisam e manter o vínculo com os filhos. O alongamento custa R$ 100 e de algumas clientes, não cobro deslocamento. O designer sai por R$ 30, R$ 40”, explica.

Ela trabalha com o atendimento há dois meses e diz que leva mais do que estética. “A questão da autoestima é importante, porque as mães priorizam muitas coisas, e a gente acaba ficando de lado. Vamos manter ela [mãe] cuidando de si e dos filhos. Sobrancelha é simples, porém muda o rosto. É normal a mãe estar com cara de cansada, e se puder minimizar ajuda bastante”.

As mamães que acabaram de ter filho e sentem dificuldade para amamentar os bebês, a Natallie Hiratsuka é conselheira em amamentação, cobra R$ 180,00 pela visita de duas horas. “Meu trabalho não é só o de ensinar a mãe a posicionar o bebê, também faço o acolhimento, orientação, dou suporte emocional para que essa mulher se conecte com o filho”, explica.

Ela é mãe de dois meninos e relata que resolveu atuar na área porque teve dificuldades na amamentação do primeiro filho, mas buscou assistência. “Fui atrás e ajuda através de grupos do WhatsApp, Facebook e com o tempo passei ajudar as amigas. Mas, quando vi que era boa nisso, entrei em cursos para ter mais conhecimento científico e comecei a atender as pessoas que estavam com dificuldade”, disse Natallie.

A cabeleireira, Vera Lúcia dos Santos, também pode ajudar as mães a manterem as madeixas arrumadas com escovadas, cortes, pintura entre outros trabalhos a partir de R$ 60,00. “Atendo a domicílio há 20 anos por conta da necessidade das minhas clientes, algumas por doença, outras por licença maternidade, etc. Os atendimentos são com horários marcados”, explica. O valor varia de acordo com o serviço.

Para as mães que desejam estar com as unhas lindas, a manicure Karina Nunes pode ajudar. Ela cobra o valor de R$ 40,00 para fazer o pé e a mão. Se estiver precisando de uma make, a maquiadora Ana Brandão atende a qualquer horário e o preço da maquiagem mais cílios postiços é R$ 70,00, além de R$ 10,00 da taxa de deslocamento.

Serviços; Conselheira em amamentação Natallie Hiratsuka (67 9 9229-0759); Manicure Karina Nunes (67 9 9223-5481); Maquiadora Ana Brandão (67 9 9148-0959); Designer de sobrancelha e extensão de cílios podem entrar em contato com Daienny Lima (67 9 9259-0372); Cabeleireira Vera Lúcia dos Santos (67 9 84619910 ou 9 9202-5220).

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

 

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.