ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 26º

Faz Bem!

Professores se movem para ninguém perder encanto pela atividade física

Com aulas gratuitas e mais de 30 modalidades, você pode queimar calorias em casa e manter rotina de atividade física

Por Thailla Torres | 27/08/2020 07:54
Aluna durante uma das atividades de atletismo em casa. (Foto: Marcos Maluf)
Aluna durante uma das atividades de atletismo em casa. (Foto: Marcos Maluf)

Se antes da pandemia fazer a população se movimentar e inserir a prática de atividade física na rotina já era difícil, agora o desafio é maior. Educadores físicos de um projeto público, que leva uma diversidade de atividades às sete regiões de Campo Grande agora se desdobram para passar as aulas pela internet e fazer com que os alunos não abandonem as atividades, uma vez que ela continua sendo importante nesse período, principalmente para manter a saúde e o bem estar na luta contra a covid-19.

Thalita Salgado, 39 anos, é educadora física e coordenadora setorial na Funesp (Fundação Municipal de Esportes), onde é desenvolvido o projeto “Movimenta Campo Grande”, que atende crianças e adultos com atividades recreativas e esportivas em 70 locais da cidade, com mais 35 modalidades.

No total são 165 educadores, que trabalham diretamente com a população, e agora migraram para as plataformas digitais para que ninguém deixe de ter acesso as atividades físicas e muito menos deixe de praticar no quintal de casa ou até mesmo na sala.

“Desde março quando nossos parques foram fechados devido a covid-19, a instituição se organizou com a população para que continuássemos a atender, de forma reduzida, mas que de alguma forma chegássemos com todas as atividades. Alguns educadores se organizaram para atuar com lives e outros com vídeo aulas”, explica Thalita.

Assim, os coordenadores setoriais, seis no total, organizam junto aos educadores uma grade de lives e postagens de vídeos. “Para que pudéssemos monitorar, avaliar o trabalho e ao mesmo tempo oferecer uma opção de conhecer outras modalidades”.

O bacana é que todo o conteúdo é gratuito, e o que antes era oferecido presencialmente para moradores inscritos no programa, hoje tem se espalhado por famílias e pessoas que nem tinham acesso a atividade física. “Nesse novo modelo, temos conhecimento de que estamos atingindo não só os inscritos como também os familiares que têm acesso a grade de atividades online com modalidades e horários diversos”.

E, segundo Thalita, diante dos relatórios semanais sobre o alcance, eles já consideram a hipótese de continuarmos esse trabalho on-line mesmo após o retorno presencial aos parques da cidade.

“Passar por esse momento tem sido desafiador, uma vez que estamos acostumados com o contato direto com nossos alunos. Estamos reaprendendo uma nova forma de atuar, motivar e o qualificar nosso trabalho. Ao mesmo tempo com a conscientização de que esse trabalho é de extrema importância para o estado físico e emocional nesse período de distanciamento social”, enfatiza.

Quem quiser ter acesso às aulas, pode conferir pelas plataformas digitais da Funesp Instagram e YouTube, onde há publicações as segundas, quartas e sextas com vídeo aulas e informações de saúde e qualidade de vida.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário