ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 21º

Sabor

Ao se reconectar com a avó, Rafa brilhou com o próprio negócio

Neta mudou a vida com os pães caseiros da avós e hoje criou até um clube de assinatura para quem ama pão caseiro

Por Thailla Torres | 06/02/2021 07:35
Pães caseiros são o carro-chefe da casa (Foto: Arquivo Pessoal)
Pães caseiros são o carro-chefe da casa (Foto: Arquivo Pessoal)

Numa portinha charmosa da Rua Bahia, a surpresa é o cheiro de pão e bolo caseiro feitos na hora. O local ainda não é uma cafeteria, funciona apenas como espaço para retirada de pedidos, mas em poucos minutos a parede revela que ali tem história.

Uma fotografia de uma avó sorridente entrega a paixão da empresária Rafaela Bueno Mota de Oliveira, de 24 anos, por tudo que a avó ensinou e ainda ensina.

Ela conta que desde criança tinha o sonho de abrir meu próprio negócio, principalmente uma cafeteria que pudesse relacionar com comidinha de vó. "Mas eu não imaginava que aprenderia as receitas da minha avó”, diz.

Ela e dona Neuzinha sempre foram muito próximas, Rafaela tem até orgulho quando alguém diz que são parecidas. "Às vezes, até me chamam pelo nome dela. Mas como fui crescendo, as ocupações foram surgindo e eu acabei perdendo aquele contato de antes, e eu estava sentindo muita falta disso".

Rafaela mudou a vida quando decidiu se reconectar com a avó (Foto: Arquivo Pessoal)
Rafaela mudou a vida quando decidiu se reconectar com a avó (Foto: Arquivo Pessoal)
Rafaela ao lado da avó Neuzinha (Foto: Arquivo Pessoal)
Rafaela ao lado da avó Neuzinha (Foto: Arquivo Pessoal)

Foi quando no final de 2019, observado a vida que teima em passar depressa, Rafaela decidiu não perder mais tempo. Passou a ir uma uma vez na semana na casa da avó para aprender alguma receita dela. "Ela cozinha muito bem e amo todas as comidas dela".

A primeira receita que pensou em aprender foi um arroz temperado, a comida preferida, mas a irmã sugeriu aprender o pão caseiro de Neuzinha, que sempre fez muito sucesso. "Gostei da ideia e fui aprender, foi um momento maravilhoso. Depois disso, eu já estava querendo começar a vender alguma coisa para juntar um dinheiro extra e a minha irmã sugeriu o pão da minha Vó. Foi então onde tudo começou".

O início do negócio se chama “Pão da Vó”, logo no primeiro mês Rafaela vendeu 400 pães caseiros. "Eu não imaginava que cresceria tanto a ponto de me dedicar somente a isso, que aprenderia outros pães com ela e que tudo isso se tornaria a Casa da Vó", conta hoje sobre o local que abriu há quatro meses na rua Bahia para manter o delivery e a retirada de pedidos.

Hoje, ela produz diferentes pães caseiros, recheados, doces, bolos e mistura para cappuccino. "Nossa prioridade são produtos caseiros.  O carro chefe é o pão caseiro, que foi nosso primeiro produto e tenho muito orgulho".

Bolo é também receita predileta aprendida com a avó (Foto: Arquivo Pessoal)
Bolo é também receita predileta aprendida com a avó (Foto: Arquivo Pessoal)
Caixas especiais com pães caseiros e doces (Foto: Arquivo Pessoal)
Caixas especiais com pães caseiros e doces (Foto: Arquivo Pessoal)
Kit doces (Foto: Arquivo Pessoal)
Kit doces (Foto: Arquivo Pessoal)

O negócio começou em casa, com ajuda do noivo, até que os pais cederam um espaço e juntos investiram no cantinho de hoje.

O local, que já é bem decorado, ainda só funciona para delivery ou retirada no balcão se essa for a opção do cliente. Mas o forte mesmo é a entrega à domicílio.

Além disso, Rafaela oferece cestas e agora trabalha com a Caixa de Assinaturas, que é o Clube da Vó, onde envia para uma vez por semana para a casa dos assinantes os pães fresquinhos.

Você pode entrar em contato pelo perfil no Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário