A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

23/08/2017 06:15

Bar tem menu especial para turma viver minutos de jurados na final do MasterChef

Thailla Torres
Lucas e Breno são fãs do programa que estimula os amigos a novas experiências culinárias. (Foto: Marcos Ermínio)Lucas e Breno são fãs do programa que estimula os amigos a novas experiências culinárias. (Foto: Marcos Ermínio)

É quase impossível não ficar com fome ao assistir aos episódios do programa MasterChef pela televisão. Isso é o que dizem os fãs, que acompanham o reality desde a primeira temporada. E para não ficar de fora da final brasileira, na noite de ontem (22) uma turma se reuniu em um bar de Campo Grande que decidiu harmonizar a exibição do programa com quitutes exclusivos.

Quem pagou R$ 49,00 para aproveitar o jantar experimentou entradas, pratos principais e sobremesa elaborada pelo chef de cozinha Lucas Melo, da Sacramento Cervejaria. Claro, com o televisor ligado para assistir à vontade o programa que foi ao ar às 21h.

Com experiência na gastronomia há 8 anos, Lucas sabe o poder que a culinária caseira tem e, por isso, cada prato foi pensado a partir do valor afetivo que os sabores ganham ao longo do tempo. "É aquele prato que a gente gosta de comer em casa e lembra comidinha de mãe. Mas aqui preparamos um toque especial. São populares, porém reconstruídos", explica Lucas.

Lucas Melo preparou um menu inspirado na comida de casa, mas com toque de sofisticação. (Foto: Marcos Ermínio)Lucas Melo preparou um menu inspirado na comida de casa, mas com toque de sofisticação. (Foto: Marcos Ermínio)
Moqueca de peixe servida no copinho foi uma das entradas. (Foto: Marcos Ermínio)Moqueca de peixe servida no copinho foi uma das entradas. (Foto: Marcos Ermínio)

O menu apresentou novidade como a moqueca de peixe servida no copo de tequila batizada de Moqueca no Shot, acompanhada de peixe branco empanado. Em seguida, em uma taça foi servido uma relva de salada verde com queijo coalho e castanha de caju por cima.

De prato principal nem a rabada ficou de fora. Lucas preparou um ragu de rabada desfiada com polenta mole. "É um prato típico dentro de casa e que desfiada, a carne fica macia e suculenta", explica. Depois teve um ravioloni feito de massa fresca recheada com shitake salteado e espuma de parmesão para um toque final. E de sobremesa, uma massa de banana e doce de leite com cachaça servida com uma casca de chocolate.

Além da experiência única, todo mundo resolveu assumir a paixão pelo reality que pelo visto, leva muita gente a sair do armário quando o assunto é cozinha.

"Eu nem sabia fazer direito um miojo e hoje eu me aventuro em alguns pratos por conta do MasterChef", revela a enfermeira Luana de Farias Nascimento, de 26 anos. Fã do programa desde a primeira temporada, ela acabou encontrando um hobby na cozinha. "Eu não cozinhava pela falta de afinidade, mas quando você começa a assistir vai se identificando. Hoje em dia se eu entro numa livraria, vou direto na prateleira de gastronomia", conta.

A paixão é tanta que Luana passou a investir em acessórios. "Esses dias comprei até o fazedor de massa caseira. Pela internet comprei também o avental e a faca do MasterChef", diz.

Luana ganhou afinidade com a cozinha depois do programa. (Foto: Marcos Ermínio)Luana ganhou afinidade com a cozinha depois do programa. (Foto: Marcos Ermínio)

Para alguns o programa é a prova que todo mundo tem um pouco de chef de cozinha dentro de si. "Eu amo MasterChef porque acho que são pessoas comuns que se descobrem com um dom e amor por aquilo. Acho que o programa acaba despertando o que todo mundo tem dentro que é a vontade de cozinhar", explica o advogado Breno Sandim Coelho, de 27 anos.

Para o acadêmico de Arquitetura, Lucas Medeiros Possi, de 24 anos, que acompanha o reality de outros países, a vontade é de cozinhar mais. "Se eu tivesse tempo com certeza experimentaria novas receitas. Eu já assistia MasterChef de outros países e percebo que o programa estimula a aprender cada vez mais. E claro, isso me faz muito bem".

E até para quem nunca assistiu o programa a noite foi surpreendente. "Eu confesso que nunca assisti. Só vim pelo sabor da rabada e para matar a saudade da minha mãe. Quando ela era viva, em casa a rabada era mais famosa que a feijoada", diz o publicitário Luis Gustavo Del Pino, de 42 anos.

E como os pratos foram exclusivos para a noite de exibição, o menu não entra no cardápio original do bar. Por isso, para quem ficou de fora, o chef de cozinha Lucas Melo passa a receita do ragu de rabada com polenta. Confira:

Ragu de rabada com polenta. (Foto: Marcos Ermínio)Ragu de rabada com polenta. (Foto: Marcos Ermínio)

Ingredientes:

4 colheres (sopa) de óleo
1 cebola média ralada
1 peça de rabo bovino (1,5 kg)
3 colheres (chá) de sal
1 folha de louro
1,5 L de água
4 tomates médios e maduros, sem pele e sem sementes (720 g)
2 dentes de alho amassados
3 colheres (sopa) de salsa picada
2 xícaras (chá) de fubá

Modo de preparo:

Em uma panela de pressão, coloque 2 colheres (sopa) de óleo, a cebola, a carne, 2 colheres (chá) de sal e o louro. Refogue em fogo alto por 15 minutos, ou até começar a dourar. Em seguida junte 500 ml de água e deixe cozinhar, em fogo médio, por 40 minutos após o início da fervura. Espere ceder a pressão, coe o caldo, reservando-o numa outra panela e desfie a carne com um garfo.

Relva de salada com queijo coalho. (Foto: Marcos Ermínio)Relva de salada com queijo coalho. (Foto: Marcos Ermínio)

Ainda na panela de pressão, coloque o óleo que restou, o tomate, o alho, a salsa e a carne desfiada, e refogue por aproximadamente 5 minutos, ou até o tomate começar a desmanchar. Reserve aquecido. Leve o caldo da carne mais o restante da água ao fogo médio, adicione o sal restante e o fubá de uma só vez, e mexa por 10 minutos, ou até estar cozido. Sirva a polenta com o ragú de rabada.

Dicas do chef: Para o cozimento do fubá é importante que tenha pelo menos 1,5 L de líquido, se o caldo da carne com a água da receita não seja suficiente, complete com mais água.

Uma dica importante é que o rabo é adequado para preparos de receitas com o cozimento lento, como ensopados ou carnes de panela. Quando preparado com o osso, o molho se torna ainda mais saboroso e encorpado.

Curta o Lado B no Facebook.




imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.