A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

01/01/2017 07:20

Bolinho que traz sorte, "mochi" pode ser feito no liquidificador e micro-ondas

Receita não exige que o cozinheiro tenha os olhinhos puxados, basta apenas acreditar e ter fé de que 2017 vai ser um ano bom

Paula Maciulevicius
Cerimônia que ensina receita foi feita na Associação Nipo. Pilão só simboliza, porque a tradição manda ser de madeira. (Foto: Silvio Mori)Cerimônia que ensina receita foi feita na Associação Nipo. Pilão só simboliza, porque a tradição manda ser de madeira. (Foto: Silvio Mori)

A receita tradicional vem ganhando uma forma mais fácil de chegar à mesa na virada do ano. O prato japonês que traz sorte e prosperidade pode ser feito até no liquidificador e micro-ondas e não exige que o cozinheiro tenha os olhinhos puxados, basta apenas acreditar e ter fé de que 2017 vai ser um ano bom.

Na Associação Nipo-brasileira, a movimentação do último dia do ano foi na cozinha. Era a hora de ensinar a receita e deliciar entre família e amigos o que há décadas passa de geração em geração. Empresário, Márcio Suzuki, de 37 anos, é quem nos recebe e explica passo a passo.

"Cozinha-se o arroz mochigome, uma variedade de arroz que depois de cozinho, se bate no pilão até os grãos se agruparem. E da massa dele, que são tirados os pequenos bolinhos do mochi", descreve.

Márcio explica receita passo a passo. Bolinho traz sorte e fala muito da união. (Foto: Marcos Ermínio)Márcio explica receita passo a passo. Bolinho traz sorte e fala muito da união. (Foto: Marcos Ermínio)

Interrompido por uma simpática senhorinha, dona Reiko Ide orienta que ele também explique a receita de um modo mais fácil.

"Aproveita e fala que agora temos o mochi de liquidificador", avisa. Aos 84 anos, a aposentada faz o prato de casa e lamenta por não ter as medidas certinhas. É que é no "olhômetro" que ela faz a receita que pode ser feita até de olhos fechados. Afinal, desde que nasceu, dona Reiko conhece a tradição desta época do ano.

"Hoje tem a praticidade na cozinha. Você bate no liquidificador e cozinha no micro-ondas", fala. O que dispensa o uso do pilão. O arroz primeiro precisa ficar de molho por duas horas, para depois ser colocado (sem a água) no copo do liquidificador.

Dona Reiko diz que prato modernizou e pode ser feito até no liquidificador. (Foto: Marcos Ermínio)Dona Reiko diz que prato modernizou e pode ser feito até no liquidificador. (Foto: Marcos Ermínio)

Cada pacote tem 1kg e dona Reiko indica usar meio quilo por vez. "Não coloca muita água, só cobre um pouquinho e bate até você não sentir mais ele, até ficar líquido", ensina. Depois é só retirar e colocar num pirex fundo e levar ao micro-ondas. "Pode ser mais ou menos cinco minutos. Na verdade, a massa vai crescer, aí você tira e faz os bolinhos", segue. Os bolinhos são enrolados na mão mesmo, com ajuda de farinha maisena. 

E o significado está num contexto de se apreciar, tanto quanto o gosto. "O arroz é um prato tradicional japonês, símbolo de boas vindas a um ano que está vindo. Então se faz para comer dia 1º como símbolo da prosperidade, da fertilidade e da vida", explica Márcio.

E sabe por que o mochi é batido? Para que os grãos se unam. "É para ter uma união de forças no ano que está nascendo", finaliza Márcio. Bom apetite e boa sorte em 2017!

Curta o Lado B no Facebook

Pronto: bolinho é enrolado na mão com maisena e pode ser servido! (Foto: Marcos Ermínio)Pronto: bolinho é enrolado na mão com maisena e pode ser servido! (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.