ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 27º

Sabor

Casal quer rodar o País cozinhando em motorhome para ajudar pessoas

Ederaldo e Cleusa mudaram estilo cotidiano para viver no automóvel e administrar o projeto solidário

Por Jéssica Fernandes | 22/05/2022 07:34
Em 2019, casal largou tudo para viver no motorhome. (Foto: Paulo Francis)
Em 2019, casal largou tudo para viver no motorhome. (Foto: Paulo Francis)

Em 2019, o casal Ederaldo Luiz Gomes, de 49 anos, e Cleuza Sales, de 51 anos, receberam uma palavra profética que mudaria a rotina e o estilo de vida que levavam há anos. A partir disso, eles investiram na construção de um motorhome com o objetivo de rodar o país ajudando pessoas. Nomeado, “Cozinha sobre rodas”, o projeto visa auxiliar pessoas na arte da confeitaria e gastronomia.

No espaço, eles aproveitam as paradas que realizam pelas ruas de Campo Grande para vender churros espanhol a R$ 20. Com oito unidades no cone, os churros acompanham doce de leite ou chocolate. Para quem nunca comeu o doce frito, a única diferença do tradicional é que o palito do churros é maior e o recheio vem a parte. Eles vendem a sobremesa de terça a domingo, das 16h às 22h.

Por hora, Ederaldo e Cleuza estão com o motorhome estacionado no cruzamento da Avenida Rita Vieira de Andrade com a Rua Josué Pereira Ferreira. A partir de domingo, eles devem ficar em frente a loja que administram na Avenida Guaicurus, 3414, Bairro Jardim Itamaracá.

Com 8 unidades, churros espanhol custa R$ 20. (Foto: Paulo Francis)
Com 8 unidades, churros espanhol custa R$ 20. (Foto: Paulo Francis)

Frequentadores da igreja Atos de Fé, Cleuza conta como foi o momento em que recebeu a palavra ao lado do esposo. “Ele chegou na gente e falou: “Eu preciso entregar a visão que Deus me mostrou. Ele mostrou vocês em um motorhome grande e você fazendo o que sempre quis fazer de vender doces na rua e ajudar outras mulheres”, lembra.

Algumas pessoas acharam loucura a ideia dos dois, porém eles seguiram em frente com o sonho. Apesar de ter sentido receio no começo, ela expõe que a vontade de ajudar os outros falou mais alto. “Eu tinha medo, mas isso foi embora, porque ensinar o próximo e passar para frente o que Deus me der a oportunidade”, conta.

Das receitas mais simples a elaboradas, ela quer ensinar todo mundo que tiver vontade de aprender. Para isso, a pessoa nem precisa morar em Campo Grande, pois Cleuza oferece auxílio através do celular. “Eu ensino pelo WhatsApp, faço vídeos e mando para elas. Quero ensinar quem tem vontade, mas não consegue ir para a sala de aula ou fazer um curso”, explica.

Cleuza comenta sobre o começo da trajetória do projeto. (Foto: Paulo Francis)
Cleuza comenta sobre o começo da trajetória do projeto. (Foto: Paulo Francis)

Para conseguir alcançar um público vasto, a ideia é rodar o País com o motorhome, sendo que o primeiro estado a ser visitado será Mato Grosso. A confeiteira fala que está aberta para contribuir com qualquer ação social. “Estamos abertos a convites, então se projetos quiserem chamar a gente estamos abertos para ir até lá”, fala.

Sem um roteiro programado, Ederaldo destaca que vão para qualquer lugar que Deus apontar. “Assim que ajustarmos algumas coisas iremos começar a rodar e onde Deus der a direção estamos indo. Não estamos programando o amanhã, porque Deus sempre diz que a cada dia o seu mal”, afirma.

Vivendo no motorhome há três anos, ele revela que ao lado da esposa pode aprender novas coisas. “Nesse período aprendemos que para viver não precisamos de muita coisa, vimos que não precisamos de coisas luxuosas ou um carrão”, expõe.

Adaptação do veículo foi feita por Ederaldo em nove meses. (Foto: Paulo Francis)
Adaptação do veículo foi feita por Ederaldo em nove meses. (Foto: Paulo Francis)

Com 13 metros de comprimento, o ônibus foi adaptado  por Ederaldo, que fez sozinho a parte elétrica, hidráulica e o revestimento do automóvel. O processo levou nove meses, custou mais de cem mil, mas hoje comporta o casal com todo o conforto necessário. O motorhome tem sala, cozinha, quarto, banheiro, lavanderia e conta com um sistema de segurança.

A cozinha é o lugar onde Cleusa faz os churros e as encomendas que recebe. Cozinheira de mão cheia, ela prepara pães caseiros, bolos, biscoitos, brigadeiros, esfihas, bombons, sequilhos, salgados e diversas gostosuras. Além de comercializar esses produtos, a mulher também ensina outras que tiverem interesse.

Quem quiser acompanhar o projeto, o perfil no Instagram é @_cozinhasobrerodas

Motorhome está na Av. Rita Vieira de Andrade com a Rua Josué Pereira Ferreira. (Foto: Paulo Francis)
Motorhome está na Av. Rita Vieira de Andrade com a Rua Josué Pereira Ferreira. (Foto: Paulo Francis)

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias