A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/12/2017 07:25

De volta aos holofotes, Torta Chifon é comprovadamente receita campo-grandense

Receita surgiu na antiga padaria Pão Bento e virou sabor de ligação afetiva com muita gente

Thaís Pimenta
Essa é a Chifon Mista, que leva chantilly e baba de moça. (Foto: Paulo Francis)Essa é a Chifon Mista, que leva chantilly e baba de moça. (Foto: Paulo Francis)

Quem mora em Campo Grande há algum tempo deve se lembrar da febre da Torta Chifon. Bastava ir a uma festa de aniversário que a bendita estava lá. De tanta insistência, até mesmo quem não era muito chegado em doce experimentava a dita cuja.

O sabor do chocolate gelado recentemente voltou aos holofotes em um grupo do Facebook, o “Larica Forever”, quando o jornalista Andriolli Costa começou a busca por aquela Chifon de alguns anos atrás. “Eu me mudei de Campo Grande para São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, em 2011, e não encontrei a torta por aqui. A única coisa que vi são tortas de nozes, de suspiro, todas muito doces, muito secas, ou muito sem graça, na minha opinião”, diz ele.

Em uma conversa com a namorada, Andriolli se lembrou da Chifon. “A primeira vez que a comi foi no aniversário da minha avó, meu tio trouxe, em Campo Grande. Eu era criança e sempre comi aquelas tortas horríveis, aqueles bolos de pêssego, de ameixa, e aí nesse dia chegou a Chifon de chocolate, com aquele creme que parecia um sorvete, e ficou na minha memória essa torta maravilhosa”, relembra o jornalista.

Andriolli rodou a cidade de ponta a ponta e não encontrou o bolo que havia marcado sua vida. A decepção foi tanta que ele tentou preparar a receita em sua casa, no Rio Grande do Sul. Até agora foram três tentativas, todas falhas.

Andriolli nos preparos de um doce de leite. (Foto: Acervo Pessoal)Andriolli nos preparos de um doce de leite. (Foto: Acervo Pessoal)

A história levou o Lado B a buscar a origem dessa receita. Andriolli deu o pontapé quando nos disse que a torta só era vendida nem Campo Grande. O processo de investigação começou no início dessa semana. Foram dias até achar a criadora do bolo, mas finalmente a encontramos.

A pastora e confeiteira Rosana Maria Serra Figueiredo foi quem adaptou uma receita de família e a transformou na Torta Chifon, vendida na padaria Pão Bento. Depois de quase 24 anos funcionando, o estabelecimento que ficava no bairro São Bento, fechou as portas e deixou muitos com saudade.

De acordo com Rosana, o bolo surgiu no ano de 1990 e foi feito especialmente para o aniversário de um aninho de sua filha Isadora, a mais nova. “Eu tinha uma receita da sogra da irmã do meu marido, era um Bolo Chifon, que não tem nada a ver com o que eu acabei criando. Para a festinha da minha filha adaptei essa receita mas o bolo do aniversário acabou derretendo na mesa de parabéns”, diz ela, brincando.

Rosana não desistiu e, quando comprou junto a outros sócios a padaria, em 1992, a torta evoluiu para o que é hoje: uma massa de pão de ló com Creme Chifon e raspas de chocolate, com o segredo de deixar tudo bem geladinho.

Rosana relembrou toda a trajetória da Pão Bento.
(Foto: Paulo Francis)Rosana relembrou toda a trajetória da Pão Bento. (Foto: Paulo Francis)
Rosana e sua filha Isadora, hoje com 28 anos. (Foto: Paulo Francis)Rosana e sua filha Isadora, hoje com 28 anos. (Foto: Paulo Francis)

Segundo ela, a Chifon da Pão Bento ficou conhecida como Torta Sorvete por muito tempo. “Não havia setor de confeitaria na primeira fase da padaria. Eu montava a torta durante a madrugada e armazenava nos freezers de sorvete. Ela acabou chamando a atenção dos clientes assim, pois eles a viam pré-prontas nos congeladores e já pegavam elas daquele jeito mesmo”, relembra.

O negócio deu tão certo que a confeiteira criou a "Só Chifon" e a "Chifon Mista", que levava chantilly e baba de moça. "Foi pra agradar os que pediam algo mais suave".

Mesmo com tanto sucesso, a Pão Bento fechou, muito por causa do falecimento do filho mais velho de Rosana. "Ele tinha a Pão Bento Café, a Pão Bento Zharan, e depois de sua partida a padaria ficou com outro tom pra mim", lamenta.

Atualmente a outra filha de Rosana, Cassiana, é quem tem vendido a torta sob encomenda. "Ela aprendeu comigo e como a gente recebe muitos pedidos até hoje da torta ela decidiu assumir essas encomendas", finaliza.

O quilo do bolo sai a R$ 49,50. A torta chifon também é vendida em potinhos, o pequeno sai por R$ 6,00 e o grande por R$ 10,00. Para pedir o seu ligue ou mande um whats para (67) 99918-3582 ou (67) 99985-4164.

A torta tem massa de pão de ló, creme chifon e raspas de chocolate. (Foto: Paulo Francis)A torta tem massa de pão de ló, creme chifon e raspas de chocolate. (Foto: Paulo Francis)
Chifon em pote. (Foto: Paulo Fancis)Chifon em pote. (Foto: Paulo Fancis)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.