ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  06    CAMPO GRANDE 20º

Sabor

Raquel apostou na moda do bolo de coxinha e venceu a crise

Após ficar desempregada, Raquel quis apostar na criatividade para vender salgados e pagar os boletos que não param de chegar

Por Alana Portela | 27/07/2020 06:22
Bolo de coxinha com três camadas de massa, recheio de frango e decorado com requeijão. (Foto: Paulo Francis)
Bolo de coxinha com três camadas de massa, recheio de frango e decorado com requeijão. (Foto: Paulo Francis)

Após ficar desempregada, Raquel Rodas Valério resolveu apostar na criatividade e fazer “naked cake de coxinha”, um tipo de bolo versátil a base de coxinha de mandioca e com recheio de frango. A produção começou na pandemia para pagar os boletos que não paravam de chegar e deu tão certo que virou fonte de renda.

“Trabalhei fazendo salgado há três anos, após meu marido ficar desempregado. Cheguei a dar uma pausa na produção quando fui trabalhar de vendedora, mas acabei ficando desempregada e tive que voltar a fazer salgados”, conta Raquel.

No início, a produção era de cento de salgados para festas, porém, com a pandemia do coronavírus as encomendas caíram e ela teve de se virar nos trinta para não perder a clientela.

Raquel Rodas Valério montando o bolo. (Foto: Paulo Francis)
Raquel Rodas Valério montando o bolo. (Foto: Paulo Francis)

“O campo-grandense gosta muito de coxinha, ainda mais de mandioca”, destaca.

Raquel tem 29 anos, é uma mulher simpática e criativa, que aprendeu a fazer salgados com a sogra Rufina Centirião.  “Quando me casei há 12 anos, eu e meu esposo morávamos nos fundos da casa da minha sogra. Na época, ela fazia salgados para vender e comecei a ajudá-la, desta forma fui aprendendo a fazer também. Me ensinou uma receita de coxinha de mandioca, que todos adoram”.

Coxinhas de mandioca que dão o toque final a decoração do bolo. (Foto: Paulo Francis)
Coxinhas de mandioca que dão o toque final a decoração do bolo. (Foto: Paulo Francis)

Durante uma pesquisa na internet, Raquel assistiu um tutorial de como fazer bolo de coxinha e adaptou a receita, para preparar na cozinha da casa onde mora. A primeira produção rendeu até uma brincadeira nas redes sociais, com a legenda “Já que não sei fazer bolo de aniversário, inventei a minha versão bolo de coxinha”.

A publicação chamou atenção e o que era um experimento se transformou em venda. “Postei de brincadeira, não imaginava que daria tanta repercussão. Quando percebi, várias pessoas tinham me mandado mensagem pedindo para comprar e tive que escolher uma porque só tinha produzido um”.

Coxinha de mandioca no formato de coração. (Foto: Arquivo pessoal)
Coxinha de mandioca no formato de coração. (Foto: Arquivo pessoal)

Desde então, as encomendas não pararam. “Nunca imaginei que teria cliente fiéis”, comenta. O bolo é feito de massa de mandioca, com recheio de frango e decorado com requeijão. São três camadas de massa, que é frita no formato arredondado. As coxinhas no topo do bolo dão o toque final a produção.

“Não fica gorduroso porque tem um jeito de fritar. Se fritar no óleo quente não corre o risco do bolo encharcar e comprei até uma fritadeira especial para isso não ocorrer. Mas, tem que tomar cuidado para a massa não quebrar”, explica.

O bolo custa cerca R$ 50,00, pesa de 1,5 kg a 1,7 kg e pode servir até sete pessoas. É uma opção para comemorar aniversário ou experimentar algo diferente, mas com sabor tradicional.

A produção é feita apenas sob encomenda e é necessário pedir com pelo menos um dia de antecedência. “Isso porque preciso deixar a massa descansar por um tempo”, diz.

Hambúrguer de coxinha acompanhada com batata frita. (Foto: Arquivo pessoal)
Hambúrguer de coxinha acompanhada com batata frita. (Foto: Arquivo pessoal)

Além do bolo de coxinha, Raquel também já fez ovo de Páscoa de coxinha, coxinha em formato de coração no Dia dos Namorados e até hambúrguer de coxinha. Vale tudo para driblar a crise e conseguir uma renda para ajudar a família em casa.

As encomendas podem ser feitas através do WhatsApp (67) 9 9331-3492 ou pelo Instagram @ quitutes_da_raquel.cg.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Raquel segurando o bolo de coxinha. (Foto: Paulo Francis)
Raquel segurando o bolo de coxinha. (Foto: Paulo Francis)