ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 29º

Sabor

Simão trocou o comando do carro, e em vídeo mostra filosofia de vida

“Quando eu não tô fazendo nada, eu tô fazendo alguma coisa”, filosofa Simão Nogueira, motorista que na quarentena foi para cozinha

Por Alana Portela | 02/04/2020 08:10
Simão Nogueira ao lado da neta, Fabrícia de 6 anos. (Foto: Arquivo pessoal)
Simão Nogueira ao lado da neta, Fabrícia de 6 anos. (Foto: Arquivo pessoal)

Isolado em casa, Simão Nogueira resolveu abrir o livro de receita e preparar pratos que aprendeu com a mãe, ainda menino. Ele quer aproveitar a quarentena para resgatar o gostinho da infância para que a neta, Fabrícia de 6 anos, também experimente o sabor da roça. E do volante para o fogão, Simão gravou um vídeo exibindo os dotes culinários e ainda filosofando “Quando eu não tô fazendo nada, eu tô fazendo alguma coisa”. Isso porque a mulher, dona Rosa, já está de saco cheio de vê-lo em casa "parado".

“Estou parado por conta da quarentena, então resolvi cozinhar. Fiz carne com quiabo, que aprendi com minha mãe, para a família comer e ter o saborzinho da fazenda”, diz.

Ele é o motorista mais antigo do Campo Grande News. Aos 67 anos, Simão é ativo, faz de tudo um pouco, dirige, fotografa, sugere pauta e conhece Campo Grande na palma da mão. É só falar um nome da rua que já sabe onde fica.

Simão é fotógrafo nas horas vagas. (Foto: Henrique Kawaminami)
Simão é fotógrafo nas horas vagas. (Foto: Henrique Kawaminami)

Há dez dias, ele entrou em quarentena por fazer parte do grupo de risco devido à idade. Agora, em casa, se vira nos 30 para fazer as horas passarem e manter-se firme e forte.

“Quando eu não tô fazendo nada, eu tô fazendo alguma coisa”. 

Cada dia vem a ideia de fazer algo diferente e ontem foi a vez do “Simão na cozinha”. Sem medo, ele enfrentou o fogão e preparou aquele almoço reforçado. “Esse aprendi ainda menino. É fácil e gostoso de fazer”, diz. Ele ensina como preparar o prato: “Corta o quiabo, depois frita. Em seguida, em outra panela, frite a carne, após ficar pronta misture com o quiabo. Tem que fazer os dois separados porque o quiabo cozinha rápido”, explica.

Ele se dá bem com os insetos. (Foto: Henrique Kawaminami)
Ele se dá bem com os insetos. (Foto: Henrique Kawaminami)

Depois de misturar a carne e o quiabo, é hora de refogar e acrescentar os temperos para dar um “up” no sabor. “Coloque o alho triturado, a cebola cortada, tomate e sal a gosto”, ensina. Após isso, é só aguardar alguns minutos que o prato já está pronto.

Para complementar o almoço, ele também preparou um feijão com linguiça. “Esse tem que cozinhar primeiro o feijão e depois, na hora de temperar acrescentar a linguiça cortada. Coloque também o pimentão e orégano para ficar mais gostoso e sal a gosto”, diz.

Após os pratos, ele preparou o arroz com bastante alho e serviu. Simão aproveitou o momento na cozinha para filmar e mandar para os amigos. Enquanto não volta ao serviço, também decidiu curtir mais a neta. “Se não estou cozinho estou brincando com ela, fazendo exercícios no quintal de casa”.

Gosta de se manter na ativa e faz exercícios. (Foto: Henrique Kawaminami)
Gosta de se manter na ativa e faz exercícios. (Foto: Henrique Kawaminami)

E assim estão sendo os dias de Simão, ativo para não perder a vitalidade e não se entediar em casa.

Se você também tem um avô ou avó que está se virando nos 30 para animar a casa e preparando aquelas receitas antigas, envie para o Lado B pelo e-mail ladob.news.com.br, no Facebook e no Instagram, ou ainda no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.