ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  27    CAMPO GRANDE 14º

Lado Rural

É possível? Pantaneiros debatem coexistência da pecuária com onças-pintadas

O evento acontecerá na próxima terça-feira, no auditório da Famasul, com inscrições gratuitas

Gabriela Couto | 20/08/2022 17:05
Registro de onça-pintada feito por uma câmera trap do programa Felinos Pantaneiros do IHP. (Foto: IHP)
Registro de onça-pintada feito por uma câmera trap do programa Felinos Pantaneiros do IHP. (Foto: IHP)

Na próxima terça-feira (23), os segredos para a boa convivência entre onça-pintada e produtores rurais no Pantanal serão revelados durante o evento “Desafios da convivência da produção e ativos ambientais”. O debate começa às 18h, no auditório da Famasul em Campo Grande. As inscrições são gratuitas e ao final será servido um churrasco pantaneiro. Clique aqui para participar.

A bovinocultura existe no Pantanal, casa das onças-pintadas, há mais de 300 anos. Promover a harmonia entre pecuaristas e o maior predador terrestre do Brasil será o propósito do encontro que quer promover os felinos a um ativo ambiental.

As respostas serão dadas pela ABPO (Associação Pantaneira de Pecuária Orgânica e Sustentável), junto com o IHP (Instituto Homem Pantaneiro). “A inscrição para o evento é gratuita e nossa finalidade é reunir o máximo de pantaneiros para que possamos debater as alternativas que o cenário nos impõe. Trata-se de um sistema natural, em que diversos pecuaristas já registraram perdas na produção, devido a presença de onças. Mas compreendemos que esses felinos precisam ser vistos como ativos ambientais, aliás, é uma das maiores riquezas que temos no Pantanal”, explica o presidente da ABPO, Eduardo Cruzetta.

Cercas com altura específica nas maternidades ajudam a mitigar o ataque de onças no Pantanal. (Foto: IHP)
Cercas com altura específica nas maternidades ajudam a mitigar o ataque de onças no Pantanal. (Foto: IHP)

A ideia é promover com o diálogo uma virada de conscientização, atrelando produção e sustentabilidade ambiental. O grupo já realiza um trabalho para valorização da carne pantaneira e querem aliar o ativo da biodiversidade como mais um fator importante agregado ao produtor de bovinos na maior planície alagada do Planeta.

A programação do evento contará com uma breve apresentação do presidente da ABPO, seguida de uma apresentação do presidente do IHP, Coronel Ângelo Rabelo, na sequência o produtor rural Daniel Marinho mostrará o aplicativo de rastreabilidade Agribov e por último acontece a palestra do veterinário do IHP e coordenador do programa Felinos Pantaneiros, Diego Viana, intitulada “Estratégias de convivência de produção e ativos ambientais”.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias