ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 31º

Lado Rural

Evento vai debater na Capital sistemas integrados de produção intensiva

Participantes irão conhecer e debater as principais tecnologias que têm possibilitado aumento de produtividade

José Roberto dos Santos | 05/05/2023 11:18
Gado criado a pasto em sistema de integração lavoura-pecuária; foco do evento é debater o aumento da produtividade nesses sistemas. (Foto: Arquivo/Enbrapa)
Gado criado a pasto em sistema de integração lavoura-pecuária; foco do evento é debater o aumento da produtividade nesses sistemas. (Foto: Arquivo/Enbrapa)

Campo Grande (MS) prepara-se para sediar o II SIP (Simpósio sobre Sistemas Intensivos de Produção 2023), que acontece de 15 a 17 de agosto, no auditório do UEMS (Campus da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul). O evento é uma realização da  Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), da Abrapa (Associação Brasileira de Produtores de Algodão) e, conta com apoio da UEMS, Famasul, Sistema OCB/MS e Ampasul (Associação de  Produtores de Algodão de MS).

Durante os três dias de evento, os participantes vão conhecer e debater as principais inovações e tecnologias que têm possibilitado aumento de produtividade no campo. Ao longo da programação do evento, os participantes vão identificar possibilidades de usar os conceitos de ESG. Trata-se de uma sigla que reúne três palavras da língua inglesa: Environmental, Social and Governance, que traduzidas significam: Ambiental, Social e Governança, em português.

Esses três aspectos são considerados fundamentais para avaliar a sustentabilidade e responsabilidade corporativa de uma empresa e/ou organização, mas que também podem ter seus conceitos aplicados às atividades produtivas do campo.

Esta reflexão é feita pelo pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste e presidente da Comissão Organizadora do II SIP, Fernando Mendes Lamas. Para ele, é urgente a necessidade de discutir sistemas produtivos de forma integrada, pois faz pouco sentido discutir a capacidade produtiva de uma espécie isolada, seja ela produtora de grãos, de fibra, de energia ou uma criação de origem animal.

“Precisamos encontrar novas formas de integrar e otimizar os resultados, pois a cada safra o setor agropecuário do país vem ganhando destaque seja pela quantidade, qualidade e diversidade do que o país produz. Aprimorar os sistemas produtivos deve ser uma constante a ser perseguida, para isso é preciso utilizar tecnologias e conhecimentos que possibilitem a intensificação da produção agrícola, porém elas devem ser balizadas em estratégias produtivas que contribuam com a sustentabilidade nos vetores econômicos, sociais e ambientais. E é sobre isso que vamos conversar durante o evento, em Campo Grande”, explica Lamas.

Vagas 

O II SIP 2023 vai reunir pesquisadores, professores, técnicos, produtores rurais e estudantes para discutir os avanços e desafios dos sistemas intensivos de produção na agropecuária. As inscrições já estão abertas e as vagas são limitadas. Acesse clicando AQUI.

Nos siga no Google Notícias