ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 22º

Meio Ambiente

A espera de recursos e a procura de culpados, Pantanal já perdeu 20% para o fogo

Foram quase 3 milhões de hectares do bioma incendiados em MT e MS e até pontos turísticos tiveram atividades suspensas

Por Tainá Jara | 16/09/2020 17:28
Incêndios se intensificaram no Pantanal no mês de julho (Foto: Divulgação/Governo do Estado)
Incêndios se intensificaram no Pantanal no mês de julho (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Com recursos prestes a chegar e ainda sem encontrar culpados, o Pantanal já teve 2,9 milhões de hectares consumidos pelo fogo desde o início de 2020. De acordo com o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais), a área corresponde a quase 20% do todo o bioma, cuja porção brasileira esta sobre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Do total de área queimada, entre 1º de janeiro e 13 de setembro, 1,742 milhão de hectares estão no estado vizinho, enquanto a área que abrange os municípios de Corumbá e Aquidauana teve 1,165 milhão. A situação fechou até mesmo a Chapada do Guimarães, principal ponto turístico de MT

O fogo se intensificou no mês de junho, quando as chuvas são menos frequentes. No Estado, a estiagem atingiu o pior patamar dos últimos 50 anos, situação que contribui para as chamas se alastrarem sobre uma das maiores planícies alagadas do planeta, comprometendo fauna e flora singulares.

No começo da semana, a Polícia Federal efetuou prisões e cumpriu mandatos de busca e apreensão em investigação que apura os responsáveis pelos incêndios na região.

O Imasul (Instituto Nacional de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), juntamente com Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil, apontaram 34 fazendas no Nabileque e Nhecolândia, onde o fogo pode ter começado.

Depois do Estado decretar situação de emergência, o governo Federal anunciou o depósito de R$ 3,8 milhões para serem investidos em ações de combate ao fogo. O recurso foi depositado, mas as compras de equipamentos e horas de voo ainda está sendo feita.

Hoje, o Corpo de Bombeiros atua no combate às chamas na região da Estrada Parque, Porto da Manga e na Bahia Negra.

Sobre território brasileiro, são mais de 140 milhões de hectares, com 65% de seu território no estado de Mato Grosso do Sul e 35% no Mato Grosso.

Chapadas do Guimarães - Principal ponto turístico de Mato Grosso, o município de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, decretou situação de emergência por causa das queimadas que atingem a região há cerca de 20 dias.

A Defesa Civil contabiliza mais de 15 mil hectares de vegetação destruídos pelo fogo. Por causa dos incêndios, os pontos turísticos foram fechados.