ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  07    CAMPO GRANDE 19º

Meio Ambiente

Arara-canindé se enrosca em linha com cerol e fica com asa ferida na Capital

Animal foi encontrado pela Polícia Militar Ambiental e passará por atendimento veterinário

Por Guilherme Correia | 05/07/2022 07:39

Uma arara-canindé foi encontrada com a asa ferida por conta de uma linha de pipa com cerol, em Campo Grande. Agentes da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Campo Grande foram acionados por um morador do Jardim Corcovado, de 32 anos, para atender a ocorrência do animal silvestre.

O espécime de Ara ararauna estava enroscado na linha, em frente a casa do homem, de 32 anos, sem conseguir voar. Segundo ele, a ave já caiu no chão enrolada.

Conforme a PMA, quanto mais o animal se mexia, mais os ferimentos se aprofundavam. A espécie foi resgatada com cuidado e colocada em uma caixa de contenção, além de ser encaminhada ao CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) na Capital, para atendimento médico veterinário e posterior reintrodução no seu ambiente.

No Brasil, o cerol e linha chilena representam perigo para toda a população e coloca em risco também pedestres, ciclistas e motociclistas que circulam pela cidade, além dos animais silvestres. O uso desses materiais ou qualquer outro produto cortante na prática de empinar pipas é considerado crime, com pena de detenção entre três meses e um ano.
Arara ficou com a asa esquerda ferida após contato com o cerol. (Foto: Reprodução/PMA)
Arara ficou com a asa esquerda ferida após contato com o cerol. (Foto: Reprodução/PMA)
Nos siga no Google Notícias