ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 27º

Meio Ambiente

Cidades de MS terão geada e termômetros podem chegar a 2ºC nesta quarta-feira

Massa de ar frio deverá atingir diversas partes do País e já vem derrubando temperatura

Por Guilherme Correia | 16/05/2022 11:20
Mulher de touca em MS; frio deve chegar de forma intensa na quarta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)
Mulher de touca em MS; frio deve chegar de forma intensa na quarta-feira. (Foto: Henrique Kawaminami)

Municípios das regiões sul e sudoeste de Mato Grosso do Sul deverão ter geada e frio muito próximo a 0ºC na próxima quarta-feira (18). De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão, os termômetros poderão marcar 2ºC em Amambai, a 351 quilômetros da Capital. A cidade terá máxima de 16ºC.

Em Ponta Porã, temperatura varia entre 3ºC e 18ºC, enquanto a população de Dourados deverá enfrentar frio entre 5ºC e 19ºC. Já em Iguatemi, a variação será entre 5ºC e 16ºC.

A justificativa para esta queda é massa de ar polar que avança pelo Brasil esegue derrubando temperaturas no Estado e em outros territórios. Cidades da região de fronteira, como Antônio João, Aral Moreira e Laguna Carapã, poderão marcar 4°C, conforme o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima).

Outras cidades como Amambai, Bela Vista, Porto Murtinho e Tacuru terão mínimas de 5°C, de acordo com o órgão. Nesses locais, as máximas vão de 17 a 19°C.

Iguatemi e Mundo Novo terão termômetros oscilando entre 5°C e 19°C. Nas regiões central e pantaneira, as temperaturas mínimas ficam entre 5 e 20ºC. Campo Grande deve ter variação entre 5 e 15°C. Já Corumbá, entre 7 e 22°C.

Na região norte, são esperadas mínimas de 8ºC em Coxim, Pedro Gomes e Sonora. As máximas podem chegar a 21°C. No leste, Brasilândia, Paranaíba, Selvíria e Três Lagoas devem registrar mínimas de 6°C e máximas de 19°C.

No Brasil - De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a madrugada de terça-feira (17) já deve formar geada no Rio Grande do Sul, neve em Santa Catarina e na Serra Gaúcha, e o frio deve chegar até as faixas sul e sudoeste de Mato Grosso do Sul.

Tudo em decorrência da formação e deslocamento de uma frente fria pelo País, que deverá causar também chuvas fortes em áreas do Mato Grosso do Sul, no sul do Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais, além de áreas de São Paulo e Rio de Janeiro.

A mudança no clima pode ser tão brusca que Inmet e Marinha divulgaram nota conjunta na qual informam haver “condições favoráveis para a formação de um ciclone subtropical em alto-mar" - no sul da costa do estado do Rio Grande do Sul, com rápido deslocamento para sudoeste e posterior deslocamento para oeste, a partir da manhã de hoje.

Perigo - Na manhã desta segunda-feira (16), a Defesa Civil do Estado emitiu alerta sobre a onda de frio, que pode durar de três a cinco dias. “Atenção redobrada com crianças, idosos, animais domésticos e moradores de rua”, diz o aviso.

O órgão encaminha alertas de risco por meio de mensagens de texto - para se cadastrar, é necessário enviar SMS para o número 40199 com o CEP de interesse.

Nos siga no Google Notícias