A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Julho de 2019

12/07/2019 09:56

Com tempo seco e sem vegetação, prefeitura resolve alimentar capivaras

Objetivo é evitar que elas circulem novamente em ruas e avenidas próximas em busca do que comer e acabem sofrendo acidentes.

Mirian Machado
Capivaras sendo alimentadas às margens da Lagoa Maior (Foto: Divulgação)Capivaras sendo alimentadas às margens da Lagoa Maior (Foto: Divulgação)

O tempo seco que judia de muita gente tem também dificultado a alimentação de animais, pois a secura e o frio afeta o crescimento da vegetação. O problema já é visto em Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande. As capivaras que vivem na Lagoa Maior estão migrando para os bairros em busca de comida, por isso a prefeitura tem reforçado a alimentação desses animais.

O Departamento de Agronegócio da Semea (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio), conforme apurado pelo JP News, está reforçando diariamente a comida de centenas de capivaras da lagoa com capim Napier sendo colocado nos 10 cochos existentes as margens da Lagoa Maior.

Além do bem estar das capivaras, o coordenador de gestão de políticas públicas do agronegócio, Célio Lopes de Barros explica que o objetivo é também evitar acidentes com os animais nas ruas. “Nosso objetivo é evitar que elas circulem novamente em ruas e avenidas próximas em busca do que comer e acabem sofrendo ou causando acidentes”, afirma.

A ação não tem prazo. Para que elas não fiquem com fome, conforme for chovendo e a grama crescendo a alimentação disponibilizada pela prefeitura será reduzida gradativamente.

Novamente- Em 2018 a cidade sofreu estiagem após três meses de seca e calor forte que ressecou toda a vegetação no entorno da lagoa. Na ocasião o procedimento também foi realizado e as capivaras foram alimentadas com milho, cana e folhagens.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions