A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

27/03/2017 16:19

Empresas entregam estudo para fazer esgoto chegar a 68 municípios

Ricardo Campos Jr.
Estação de tratamento de Sidrolândia (Foto: divulgação / Sanesul)Estação de tratamento de Sidrolândia (Foto: divulgação / Sanesul)

O Governo do Estado e a Sanesul receberam na última sexta-feira (24) os estudos técnicos para universalizar o acesso às redes de esgoto em todos os 68 municípios onde a empresa atua em Mato Grosso do Sul. Os trabalhos foram conduzidos pelas empresas Aegea Saneamento e Participação S.A e Andrade Gutierrez Concessões S.A.

Todas essas companhias foram autorizadas a realizar os levantamentos por meio de um edital público de manifestação de interesse publicado em 2016. Elas tiveram 170 dias para elaborar o relatório, tendo para isso, acesso às instalações para visitas técnicas em cada município, dados técnicos, financeiros, contábeis, operacionais, jurídicos e ambientais.

Esse trabalho irá conduzir uma futura parceria público-privada para acelerar a disponibilização do serviço a cem por cento das cidades atendidas pela Sanesul por meio de investimentos na infraestrutura de coleta e tratamento.

Calcula-se que somente com investimentos públicos levaria 40 anos para concluir a universalização. O projeto demanda investimentos de aproximadamente R$ 3,9 bilhões, somando as obras de infraestrutura, operação e manutenção do sistema e considerando um contrato entre a Sanesul e o parceiro privado de 30 anos.

Conforme a Sanesul, a empresa continuará responsável pela gestão comercial e pelos controles de qualidade dos serviços prestados e vai remunerar os investimentos e as despesas de operação e manutenção realizados pelo parceiro privado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions