ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 26º

Meio Ambiente

Novo chefe da PF destaca preocupação com meio ambiente e desmatamento em MS

“Por que não um modelo de força-tarefa para a questão ambiental”, diz delegado

Por Aline dos Santos | 20/02/2024 12:57
Carlos Henrique Cotta D’Ângelo é novo chefe da PF em Mato Grosso do Sul. (Foto: Henrique Kawaminami)
Carlos Henrique Cotta D’Ângelo é novo chefe da PF em Mato Grosso do Sul. (Foto: Henrique Kawaminami)

Além de atuar na repressão do velho conhecido “combo” de contrabando, trafico de drogas e facções criminosas, a PF (Polícia Federal) de Mato Grosso do Sul terá  forte preocupação com a questão ambiental, inclusive, se voltando para o desmatamento do Cerrado.

“Vamos tentar integrar as forças. Por que não um modelo de força-tarefa para a questão ambiental. Aqui tem tudo para isso ser efetivado. Uma área grande, tem o bioma Cerrado, Pantanal”, afirma o delegado Carlos Henrique Cotta D’Ângelo, novo superintendente da PF em MS.

Ele destaca o uso de recursos tecnológicos, como monitoramento por satélite e dados em tempo real de desmatamento, queimadas.

 “Hoje o bioma mais afetado é o Cerrado. Então, temos que volver os olhos para o Leste do Estado, que está sofrendo fortemente o ataque ao Cerrado. Bioma que é o verdadeiro formador das bacias hidrográficas. Acabou com ele, não tem cheia no Pantanal, chuvinha na Amazônia. Mas ele é uma terra boa para plantar milho, soja. É preciso ter esse cuidado, de ver se estão obedecendo os regramentos legais”, diz.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias