ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 24º

Meio Ambiente

Pescador se exibe nas redes sociais e acaba autuado pela PMA

Autuado usou anzol de galho, o que é proibido, e ainda capturou exemplares em quantidade acima da permitida

Por Humberto Marques | 23/11/2018 15:04
Pescador retirou dos rios exemplares de pintado em quantidade acima por permitida pela legislação. (Foto: PMA/Divulgação)
Pescador retirou dos rios exemplares de pintado em quantidade acima por permitida pela legislação. (Foto: PMA/Divulgação)

Policiais militares ambientais de Jardim –a 233 km de Campo Grande– autuaram um comerciante por pesca predatória, após um vídeo divulgado em redes sociais mostrar o suspeito exibindo peixes capturados por ele no rio Brilhante dois dias antes de os rios serem fechados para a Piracema, em 5 de novembro. A penalidade foi aplicada nesta quinta-feira (22).

Segundo a PMA, o vídeo mostra um dos peixes, da espécie pintado, com anzol de galho utilizado na captura ainda na boca. O petrecho tem seu uso proibido no Estado. A gravação ainda mostrava oito exemplares de pintado de grande porte, excedendo a quantidade máxima para captura –de dez quilos mais um exemplar e cinco exemplares de piranha por pescador amador.

O infrator é de Maracaju, foi identificado e não estava mais com os peixes. Ele foi autuado administrativamente em R$ 2,8 mil por praticar pesca em quantidade superior à permitida por lei e pelo uso de petrechos proibidos. O suspeito responderá ainda por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção.