A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Setembro de 2017

11/09/2017 15:47

'Presa' no Sul do País, frente fria não chega e tempo continua abafado

Anahi Gurgel
Anel ao redor do sol indica dias de calor intenso. (Foto:André Bittar)Anel ao redor do sol indica dias de calor intenso. (Foto:André Bittar)

O nome é estranho mesmo: circulação anticiclônica. Mas pode chamar de “tempo seco”. Mesmo com a chuva rala que chegou a alguns municípios de Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira (11), a previsão para os próximos dias é de calor e umidade relativa do ar beirando críticos 20% em todas as regiões do estado.

De acordo com boletim do Inmet (Instituto Nacional de Meteorlogia), a circulação anticiclônica predomina em todos os níveis da atmosfera do estado, mantendo o tempo sem nuvens significativas em grande área do estado.

É que uma frente fria está “retida” na área compreendida entre Rio Grande do Sul, Paraguai e na encosta do sudoeste de Mato Grosso do Sul, não conseguindo penetrar mais para o centro oeste do estado.

Isso significa que a chuva que animou muita gente hoje nos municípios de Bela Vista, Maracaju, Bonito, Jardim e Ponta Porã, pode não se repetir até o próxima sexta-feira (15).

As temperaturas continuam elevadas na parte da tarde e declinam mais rapidamente à noite, chegando a 40ºC em municípios do norte e nordeste.

Em Campo Grande, a máxima será de 36ºC.  O sistema anticiclônico, de alta pressão atmosférica, continuará atuando até ao próximo final de semana.

Na quarta-feira (14), os ventos de norte e nordeste, voltam a trazer calor e baixa umidade, especialmente ao centro-norte e leste do estado. Na sexta-feira uma nova frente fria se aproxima do oeste e sul do MS e aumenta a nebulosidade.

Halo se forma quando luz do sol passa por um tipo específico de nuvem. (Foto Simão Nogueira)Halo se forma quando luz do sol passa por um tipo específico de nuvem. (Foto Simão Nogueira)

“Arco-íris” ao redor do sol – Um anel colorido foi visto ao redor do sol na tarde desta segunda-feira (11). De acordo com a especialista em meteorologia, Franciane Rodrigues, especialista em meteorologia do Cemtec (Centro de Monitoramento do Clima e Recursos Hídricos de Mato Grosso do SUl), o anel se forma quando o sol incide sobre um tipo específico de nuvem, formada por cristais de gelo e não gotículas de água.

“É como se o raio de sol passasse por um prisma, por isso aparecem as cores”. Ela disse que o fenômeno indica que o dia será de muito calor.  Os sul-mato-grossenses estão comprovando isso na prática, com temperaturas próximas dos 35 graus.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions