ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUARTA  22    CAMPO GRANDE 27º

Meio Ambiente

Queimada causada por produtor rural se alastra na região da Serra do Amolar

Chamas identificadas no sábado (27) estão concentradas na Reserva da Penha e se direciona para o topo da serra

Por Jhefferson Gamarra | 29/01/2024 12:58

Queimada descontrolada, identificada no sábado (27), continua a se alastrar na Serra do Amolar, região pantaneira de Mato Grosso do Sul, localizada a 700 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o IHP (Instituto Homem Pantaneiro), as chamas tiveram início quando um pequeno produtor rural utilizou fogo para abrir pastagem destinada ao gado.

Imagens captadas pela central de monitoramento do instituto nesta segunda-feira (29) mostram o fogo avançando em uma extensa linha nas morrarias da região, ascendendo em direção ao topo da serra. (Vídeo acima)

Um pequeno proprietário rural local é apontado como responsável pelo incidente, que teve início quando tentava limpar um baceiro, que é uma formação aquática que se transforma quase em uma "ilha" no Rio Paraguai e entope canais e corixos. O instituto alertou o produtor rural assim que detectou as chamas em sua central de monitoramento, mas o fogo se descontrolou e propagou pela vegetação nativa. Neste momento, o fogo está concentrado na Reserva da Penha e se direciona para o topo da Serra do Amolar.

“A situação ainda é sem controle. Lamentavelmente foi o fogo colocado por um morador lá do local e isso propagou e perdeu o controle. O fogo já subiu a serra, já está dentro da reserva da Penha, indo em direção ao topo da serra do Amolar”, ilustrou o coronel Angelo Rabelo, presidente fundador do Instituto Homem Pantaneiro.

De forma emergencial, o IHP inclui contratou de forma temporária seis brigadistas que anteriormente atuavam pelo Prevfogo/Ibama. Adicionalmente, outros quatro brigadistas comunitários foram acionados para a região, somando-se à mobilização da Brigada Alto Pantanal, mantida pelo IHP, que conta com outros seis brigadistas.

A Polícia Militar Ambiental, responsável pela fiscalização, foi informada sobre o início do fogo, enquanto o Corpo de Bombeiros foi acionado para auxiliar no controle das chamas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias