A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/05/2014 09:44

“A decisão já foi tomada”, diz André sobre apoio à reeleição de Dilma

Bruno Chaves, Helton verão e Edivaldo Bitencourt
Para Puccinelli, apoio à presidente já foi declarado há tempos (Foto: Cleber Gellio)Para Puccinelli, apoio à presidente já foi declarado há tempos (Foto: Cleber Gellio)

O governador André Puccinelli (PMDB) reafirmou, nesta sexta-feira (30), seu apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) nas eleições de outubro. “A decisão que era para ser tomada já foi tomada”, afirmou em evento da Funsat (Fundação Social do Trabalho).

Em jantar realizado na terça-feira (27), no Palácio do Jaburu, residência do vice-presidente Michel Temer (PMDB), em Brasília (DF), o governador garantiu a presidente que os 16 delegados da legenda em Mato Grosso do Sul votarão pela aliança nacional PT-PMDB.

O anúncio foi feito mesmo com o pré-candidato ao governo do Estado, Nelson Trad Filho (PMDB), tendo declarado apoio ao pré-candidato a presidente da República Eduardo Campos (PSB).

“Não reforçou nem diminuiu, está do jeito que estava”, contou em relação a união com Dilma. “Minha visita a Brasília foi apenas um jantar e não um encontro político”, disse o governador após ter se juntado a aproximadamente 40 peemedebistas no evento com a presidente.

Além dele, outros governadores, líderes de bancada, os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se encontraram com Dilma.

Há tempos, Puccinelli revela que vai apoiar a candidatura da petista, que tenta a reeleição em 2014. Frases como “eu subo no palanque da Dilma”, “eu apoio a Dilma” e “eu peço voto para a Dilma” foram distas com frequência pelo chefe do Executivo Estadual.

O governador também vem destacando investimentos do Governo Federal em Mato Grosso do Sul durante o mandato da presidente, como, por exemplo, a liberação de recursos para a pavimentação das rodovias BR-359, entre Coxim e Alcinópolis, que já foi inaugurada, e a BR-419, entre Rio Verde do Mato Grosso e Aquidauana, que deverá custar R$ 350 milhões. 

Dilma também prometeu liberar recursos para concluir a pavimentação do primeiro trecho da Rodovia Sul-Fronteira, entre Ponta Porã e Coronel Sapucaia. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions